Michel Goulart da Silva

michelsilva

Bolsonaro e as instituições

Na última semana se viu uma ofensiva na investigação e punição dos responsáveis pelos ataques contra os prédios dos órgãos dos três poderes no dia 8 de janeiro de 2023. Com as provas apresentadas, confirma-se o envolvimento no episódio de Jair Bolsonaro e de seus aliados, ainda que não diretamente na organização da invasão. Contudo, um dos elementos mais interessantes desse processo não é tanto repetir o papel criminoso dos membros do antigo governo, mas passa por perceber como atuam as instituições burguesas na busca pela manutenção da ordem.

Leia Mais »

Lênin e a atualidade de seu legado

Neste mês de janeiro, completam-se 100 anos da morte de Vladimir Lênin. Este marco deve inspirar debates ao longo do ano, tanto por acadêmicos como pelas organizações de esquerda, sejam aqueles que reivindicam o legado de Lênin, sejam os que o criticam. Mas não importa a perspectiva que se assuma em relação a Lênin, seu legado político e teórico para a história das lutas dos trabalhadores e do marxismo se constitui como central para compreender a realidade atual.

Leia Mais »

Cisões e expurgos nos primeiros anos do PCB

A construção de um núcleo bolchevique no Brasil desde o início se viu marcada por dificuldades internas e externas. Por um lado, os fundadores do Partido Comunista do Brasil (PCB) eram oriundos principalmente do anarquismo ou do sindicalismo revolucionário e, diferente de países como a Argentina, não havia na época qualquer experiência de construção de uma forte organização socialista no Brasil. Por outro lado, o PCB nasceu no início do processo de degeneração do PC russo e da burocratização da Internacional Comunista (IC).O PCB viu sua fragilidade teórica e organizativa ser esmagada, com a conivência da maioria de sua direção, pela imposição das normas stalinistas.

Leia Mais »

Você é comunista?

Recentemente, a organização britânica Socialist Appeal lançou a campanha “Você é comunista? Então organize-se!”. Em poucas semanas, as ruas de todo o país estavam tomadas por cartazes anunciando a campanha e orientando os interessados a entrar em contato com a organização. E muitas pessoas, ao que parece centenas delas, se interessaram por aquele convite, a ponto de as organizações irmãs do Socialist Appeal assumirem a campanha em seus países. Além disso, a internacional da qual Socialist Appeal faz parte, a Corrente Marxista Internacional (CMI), assumiu essa campanha em âmbito mundial em seu recente congresso, realizado na Itália.

Leia Mais »

Os Brics e a ilusão do desenvolvimento no capitalismo

Repercutiu na imprensa nos últimos dias a participação de Lula na 15ª Cúpula do Brics, ocorrida na África do Sul, entre os dias 22 e 24 de agosto. O encontro reuniu um conjunto de países autodenominados “emergentes”, usando uma retórica que busca mostrar uma “multipolaridade” inexistente. Parte da grande imprensa destacou a presença de “ditaduras” na cúpula, enfatizando especialmente o papel da China e da Rússia, mas não foi assim que se referiu à ditadura monárquica assassina da Arábia Saudita.

Leia Mais »

Os trotskistas e a interpretação marxista sobre o Brasil

O centenário da Oposição de Esquerda (OE), criada contra o processo de stalinização do Partido Bolchevique e impulsionada por Leon Trotsky a partir de 1923, não deve ser apenas um fato comemorativo, mas também de reflexão sobre a história do trotskismo e as contribuições teóricas e políticas da 4ª Internacional. No Brasil, onde a OE começou a se organizar a partir de 1928, essa reflexão passa necessariamente pelo estudo do texto “Esboço de uma análise da situação econômica e social do Brasil”

Leia Mais »

Segue a greve dos roteiristas nos Estados Unidos

Continua a greve dos roteiristas de Hollywood, passado um mês desde seu início. Deflagrada no começo de maio, depois que 97,85% dos cerca de 11 mil membros do Sindicato dos Roteiristas (WGA) votaram favorável à paralisação, o movimento segue com piquetes e mobilizações em todo o país.

Leia Mais »

A greve dos roteiristas de Hollywood e a luta contra a burguesia

Os roteiristas de Hollywood estão em greve. Na noite de 1º de maio, a Writers Guild of America (WGA, algo como Associação de Roteiristas da América, em português) anunciou que não se havia chegado a um acordo nas negociações com algumas das maiores produtoras de cinema e televisão, entre as quais Apple, Netflix, Amazon, Disney, Warner Bros., Discovery, Sony, Paramount e NBC Universal, representadas pela Alliance of Motion Picture and Television Producers (AMPTP). Com isso, o sindicato, do qual fazem parte cerca 11.500 pessoas, anunciou a paralisação dos trabalhadores a partir do dia seguinte.

Leia Mais »

As eleições do Andes-SN e a resistência aos ataques da burguesia

Os professores das universidades e de alguns institutos federais de todo o Brasil irão às urnas para eleger a nova direção do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), nos dias 10 e 11 de maio. Esta será a primeira eleição na nova situação política aberta com a eleição de Lula (PT) e primeiros meses de governo de união nacional encabeçado pelo Partido dos Trabalhadores em colaboração com a burguesia. No âmbito sindical, esta será a primeira do Andes-SN depois que o sindicato decidiu se desfiliar da Central Sindical e Popular Conlutas (CSP-Conlutas). Cabe ainda destacar que o processo eleitoral se dá em meio a uma progressiva diminuição da participação da categoria em pleitos anteriores, em grande medida por conta de críticas - algumas das quais corretas - ao grupo que vem dirigindo o sindicato nos últimos anos.

Leia Mais »

O trabalho escravo e o combate dos revolucionários: um diálogo com Vladimir Safatle

No dia 22 de fevereiro, uma operação conjunta da Secretaria de Inspeção do Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego com o Ministério Público do Trabalho (MPT-RS) e a Polícia Federal resgatou 207 trabalhadores em situação análoga à escravidão em uma fazenda em Bento Gonçalves, no estado do Rio Grande do Sul. Essa não foi a primeira vez em que a empresa foi autuada por irregularidades em relação às condições de trabalho. Os trabalhadores eram explorados na colheita da uva por uma empresa que prestava serviço terceirizado para vinícolas do estado, como Salton, Garibaldi e Aurora.

Leia Mais »