Dialética e Materialismo

A revolução de Marx na filosofia – reflexões sobre as Teses de Feuerbach

“O problema de se poder atribuir ao pensamento humano uma verdade objetiva não é um problema teórico, e sim um problema prático. É na prática onde o homem tem que demonstrar a verdade, isto é, a realidade e o poder, a concretude de seu pensamento. A disputa em torno à …

Leia Mais »

Materialismo e Empiriocriticismo: introdução de Alan Woods (Parte 2)

O poder da abstração A atividade humana nos permite compreender o mundo em que vivemos e suas leis e, portanto, em última análise, nos permite dominar essas leis, elevar-nos acima delas e alcançar a verdadeira liberdade, que é o reconhecimento (a compreensão) da necessidade. Não pensamos apenas com o cérebro, …

Leia Mais »

Materialismo e Empiriocriticismo: introdução de Alan Woods (parte 1)

No texto clássico, Lenin explica brilhantemente os princípios fundamentais da filosofia materialista do marxismo. Ele os defende contra os ataques idealistas do idealismo subjetivo do “machismo” [termo relativo às ideias de Ernst Mach, físico e filósofo austríaco], uma tendência filosófica que na época de Lenin estava se tornando muito popular, …

Leia Mais »

O ABC da dialética materialista

O “ABC da dialética materialista” de Trotsky é uma breve e brilhante explicação da filosofia marxista. Foi escrito como parte de uma defesa do marxismo contra uma tendência revisionista de classe média no movimento trotskista norte-americano no final dos anos 1930, que tentava desafiar seus princípios básicos. Em oposição ao …

Leia Mais »

Filosofia, ciência e misticismo (Filosofia da História – parte 3)

ÍNDICE Filosofia, ciência e misticismo (parte 1) Filosofia, ciência e misticismo (parte 2) Filosofia, ciência e misticismo (Parte 2 – Continuação) Filosofia, ciência e misticismo (Filosofia da História – parte 1) Filosofia, ciência e misticismo (Filosofia da História – parte 2) “Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”. Essa frase representa …

Leia Mais »

Em defesa de Hegel (parte 3)

Dialética “O ser, o imediato indeterminado, é de fato nada, e nem mais nem menos do que nada” (Ciência da Lógica, Hegel). Como afirmamos acima, o pós-modernismo levanta a “diferença” como o princípio (des)organizador dominante na história e na natureza. Em outras palavras, afirmam eles, a ilusão de categorias, estágios, …

Leia Mais »

Em defesa de Hegel (parte 2)

Dualismo, monismo e a revolução de Hegel na filosofia No desenvolvimento geral da sociedade e do pensamento humanos, dos níveis inferiores aos superiores, nenhum estágio é permanente. Não é difícil de se ver as implicações revolucionárias dessas ideias. Mas Hegel nunca chegou a essas conclusões de forma explícita. Embora simpatizasse …

Leia Mais »

Em defesa de Hegel (parte 1)

Georg Wilhelm Friedrich Hegel nasceu há 250 anos em 27 de agosto de 1770 em uma família pequeno-burguesa na cidade alemã de Stuttgart. Um gênio altaneiro com uma mente enciclopédica, Hegel revolucionou todos os campos do conhecimento aos quais se dedicou. O impacto das ideias de Hegel não pode ser …

Leia Mais »

Filosofia, ciência e misticismo (parte 2)

A revolução Newtoniana (em dois segmentos) Tempo Tempo é dinheiro (ditado capitalista) Tempo é relativo (ditado popular) Todos nós somos hoje regidos pelo relógio: hora de acordar, hora do almoço, hora do trabalho, hora do estudo, a novela começa às 20h, o jornal começa as 20h30, é hora de dormir. …

Leia Mais »

Filosofia, ciência e misticismo (parte 1)

Na década de 1970, dizia-se que todo brasileiro era técnico de futebol. Hoje, todo mundo é filósofo e cientista. Um presidente que faz propaganda de uma droga ineficaz contra a Covid-19, livros que repetem velhos ditados e preconceitos culturais como “autoajuda” ou filosofia, pseudociência que se vende como ciência… uma …

Leia Mais »