Coletivo Educadores pelo Socialismo

Governo municipal de SP tenta desarticular greve com antecipação do recesso e feriados

No dia 10 de fevereiro de 2021, os trabalhadores da Rede Municipal de Ensino de São Paulo deflagraram greve contra a imposição absurda do governo Covas de retorno às aulas presenciais, em um momento em que a pandemia atingiu seu maior índice de contágios e mortes. A categoria se organizou …

Leia Mais »

A criminosa manutenção das escolas abertas durante a pandemia em SP

No dia 3 de março de 2021 o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), declarou que a partir de 6 de março o estado estará na fase vermelha por pelo menos duas semanas. Junto a isso, afirma categoricamente que as escolas se manterão abertas. A contradição chocou setores amplos …

Leia Mais »

Atividades escolares presenciais adiadas em Caieiras

Vitória da organização da Comunidade Escolar! Como a Prefeitura tentou pegar todos de surpresa? Na semana passada, a Prefeitura Municipal de Caieiras-SP, sob a gestão do prefeito Lagoinha (MDB), convocou os professores para o retorno presencial das atividades escolares a partir do dia 24 de fevereiro (quarta-feira) de forma arbitrária, …

Leia Mais »

Construir a greve total! Não à farsa da direção da Apeoesp!

Nós, do Coletivo Educadores pelo Socialismo, que militamos na rede estadual de São Paulo, decidimos não mais compor a fraudulenta greve sanitária da Apeoesp e construir a greve total junto à categoria na base. A greve sanitária deflagrada pela direção do sindicato no dia 05 de fevereiro de 2021 foi …

Leia Mais »

Parem a perseguição e repressão aos professores grevistas em São Paulo!

O governador João Doria (PSDB) e Rossieli, secretário de Educação, se propuseram a um enfrentamento duro contra as organizações de trabalhadores desde o início de seus mandatos. Sua palavra de ordem é combater o sindicalismo na educação. E como reflexo direto dessas posturas estamos vendo uma perseguição política ferrenha contra …

Leia Mais »

Doria mantém escolas abertas em Mauá, mesmo com novos casos de Covid-19 e ausência de condições sanitárias

Os professores da rede estadual de São Paulo, na cidade de Mauá, aprovaram em assembleia regional a necessidade de debate com o dirigente da Diretoria de Ensino de Mauá. O objetivo era exigir o levantamento das escolas que têm casos de Covid-19 confirmados, e obter esclarecimento quanto aos reais motivos …

Leia Mais »

Campanha contra o retorno presencial das atividades em Caieiras

Na tarde desta segunda-feira (22), a prefeitura de Caieiras-SP, sob a gestão do prefeito Lagoinha (MDB), comunicou que os trabalhadores da educação deveriam retomar o trabalho presencial no dia 24 de fevereiro (quarta-feira). Tal comunicado foi feito sem a apresentação de um decreto oficial, às pressas, de maneira confusa e …

Leia Mais »

Volta às aulas, circulação e cadáveres: a acumulação de capital não pode parar

No dia 8 de fevereiro houve o retorno das aulas presenciais nas escolas públicas estaduais no estado de São Paulo e, no dia 15 de fevereiro, o retorno de parte das escolas públicas municipais da cidade de São Paulo. Nem todas as unidades voltaram, pois 580 escolas não puderam abrir …

Leia Mais »

Direção da Apeoesp orienta furar a greve que ela mesma propôs

Conselheiro da Articulação Sindical defende a greve sanitária na assembleia, mas orienta furá-la na base, segundo áudio de Whatsapp que circula na categoria. A direção da Apeoesp é composta majoritariamente pela corrente petista Articulação Sindical (ArtSind). Ela é quem tem dirigido a greve sanitária da categoria, iniciada no dia 08 …

Leia Mais »

Não há protocolo seguro: queremos lockdown e vacina para todos

Os profissionais da educação municipal de São Paulo decretaram greve desde o dia 10 de fevereiro contra a imposição do governo Bruno Covas (PSDB) de retorno presencial no planejamento dos professores e das aulas presencias com os estudantes a partir do dia 15. Não há protocolo seguro sem vacina, apontam …

Leia Mais »