111 anos da Revolta da Chibata e a luta contra o racismo hoje

No dia 22 de novembro completa mais um ano da histórica luta dos marinheiros brasileiros contra as práticas racistas da Marinha, uma verdadeira Revolta contra a chibata, ocorrida em 1910.

Eram quase 3 mil marinheiros que decidiram tomar os navios e apontar os canhões para a capital do Brasil se suas reinvindicações não fossem atendidas. Eles queriam o fim das práticas escravocratas que ainda permaneciam, apesar de a abolição da escravatura já tivesse sido conquistada em 1888.

Uma das principais lideranças era João Cândido, que conquistou respeito entre os marinheiros, como organizador dos comitês revolucionários, que eram os núcleos de luta contra as péssimas condições de vida entre os marinheiros. João Cândido acumulou experiência com suas viagens pela Europa, observando as lutas sindicais da época. Uma delas foi a revolta do encouraçado Potemkin, em que os marinheiros também tomaram o controle do navio de guerra russo, exigindo tratamento digno.

O Movimento Negro Socialista (MNS) do Rio de Janeiro fará duas atividades para rememorar essa importante luta contra o racismo e o que ele tem a nos ensinar na luta contra o racismo hoje.

A primeira atividade será um debate online (22/11), no qual iremos discutir a insurreição, seus avanços e limites, e como a luta contra o racismo e a criminalização dos negros segue nos tempos atuais. Já a segunda atividade será presencial (26/11), na qual convidamos todos a assistirem uma peça de teatro sobre o tema e, em seguida, um bate-papo sobre a peça.

Debate: 111 anos da Revolta da chibata e a luta contra o racismo hoje

Dia 22/11 (segunda-feira), às 20h, atividade online.

Inscrições aqui.

Material teórico: A Revolta da Chibata (artigo) e Podcast

Peça de teatro sobre João Cândido + bate-papo sobre a luta contra o racismo hoje

Dia 26/11 (sexta-feira), às 19h, atividade presencial no Teatro João Caetano.

Assistir a peça de teatro Turmalina 18-50, sobre a Revolta da chibata, e em seguida uma roda de conversa com os atores.

Sobre a peça de Teatro: A peça se chama Turmalina 18-50, e será encenada pela Cia Cerne. A peça se inicia às 19h, no Teatro João Caetano, no Centro do Rio de Janeiro.

Contato do responsável: Felipe Araujo

Whatsapp: https://wa.me/5521982232329

 

Deixe Seu Comentário