Foice & Martelo Especial 11

Exclusivo para assinantes.

 

EDITORIAL: O “novo” Bolsonaro

Fruto desta nova “postura” de Bolsonaro, a imprensa burguesa mudou seu comportamento. Depois de flertar abertamente com a derrubada de Bolsonaro, ela agora volta à sua postura anterior de pressão para um comportamento “civilizado” dentro da política brasileira e também da “comunidade internacional”.

Leia Mais

 

EDUCAÇÃO: CRÔNICA DE UMA TRAGÉDIA ANUNCIADA

Quem é e o que defende o atual ministro da Educação?

Renato Vivan

Após um período de impasse sobre quem seria o novo ministro da Educação, Bolsonaro decide nomear Milton Ribeiro, pastor presbiteriano e membro do conselho deliberativo da mantenedora da Universidade Mackenzie, instituição em que já ocupou o cargo de vice-reitor. Alguns setores, especialmente da burguesia que atua no campo da educação, queriam um ministro menos polêmico e que colocasse em marcha o programa de privatização e destruição da educação pública.

Leia Mais

A imunidade de rebanho, o Enem e a volta às aulas ()

Valesca Rodrigues

No atual cenário de crise do coronavírus, é escancarada pontualmente a desigualdade nociva baseada e produzida pelo capital, em que a classe trabalhadora vê seus problemas sendo agravados, suas famílias lutando dia após dia pelo sustento mínimo e os estudantes, nesta mesma conjuntura, veem o retrocesso e o desmonte da educação pública sendo mais ainda reforçados pelo atual governo.

Leia Mais

[BÔNUS] Fundeb: o fundo do poço dos reformistas

Maritania Camargo

Nas últimas semanas, o debate sobre o Fundeb voltou à baila. Ao que tudo indica o balcão de negócios da burguesia, o parlamento brasileiro, aprovará na semana do dia 20 de julho o Novo Fundeb. Esse é um projeto de Emenda Constitucional de 2015, da deputada Raquel Muniz, do Partido Social Cristão (PSC-MG), que agora tem um substitutivo acordado por praticamente todo o Congresso.

Leia Mais

Grandes empresas, melhores negócios: o arrocho para a pequena burguesia e a necessidade de um governo dos trabalhadores

Lucy Dias

Reflexo da política monetária e econômica internacional, as contradições da crise capitalista também se expressam no Brasil. Na economia mundial, com taxas de juros negativas, o que sobra é bombardear a economia com dinheiro público e, mesmo neste caso, os limites do endividamento dos Estados se apresenta. Diante desses limites, a sanha para ver quem fica com o quinhão maior é acirrada; a grande burguesia se beneficia, enquanto a classe trabalhadora paga a conta e se vê prejudicada.

Leia Mais

A farsa da “nova internacional” e do “novo partido de esquerda” ()

Luiz Bicalho

No final da semana passada, a imprensa burguesa começou a especular sobre dois movimentos: um, capitaneado por Bernie Sanders e Yanis Varoufakis (ex-ministro da Economia da Grécia), lançando uma “Internacional Progressista”. Essa internacional seria lançada sem o velho “ranço” marxista e, no Brasil, conta com três nomes: Haddad e Celso Amorim do PT e Aurea Carolina, deputada do PSOL de MG.

Leia Mais

O avanço do vírus nos Estados Unidos ()

Michel Goulart

No dia 16 de julho, a quantidade de infecções diárias pelo novo coronavírus atingiu mais um recorde nos Estados Unidos, com mais de 77 mil casos notificados em 24 horas. O pico anterior havia ocorrido na semana que antecede este recorde, com 66.600 casos em apenas um dia. Nos Estados Unidos, até aquela data, cerca de 3,5 milhões de pessoas tinham testado positivo para a Covid-19 e 138 mil tinham morrido em decorrência do vírus. Na última semana, onze estados apresentaram recorde de internações, com risco de colapso da rede hospitalar.

Leia Mais

Polônia: Eleições, crise e anticomunismo

Luiz Neto

No dia 12/07, domingo, foi reeleito o presidente da Polônia, Andrzej Duda, pelo partido ultraconservador e religioso Lei e Justiça (PiS). As eleições ocorreram no meio de uma ampla crise econômica e social ampliada pela pandemia do coronavírus. Na Polônia, cerca de 38.721 pessoas já foram infectadas e 1.594 morreram, mas isso não impediu que as eleições ocorressem e o governo continua se negando a declarar estado de emergência.

Leia Mais

Greta, Prêmio Gulbenkian e as manobras do capitalismo verde ()

Marcelo Pancher

Na segunda-feira (20/7) circulou em vários jornais e páginas de internet que a jovem ativista sueca Greta Thunberg, de 17 anos, foi escolhida entre 136 nomeações como vencedora da primeira edição do prêmio “Gulbenkian para a Humanidade”. Ela vai receber um milhão de euros para continuar seus projetos sociais em defesa do meio ambiente, o que corresponde a cerca de R$ 6 milhões. Seu ativismo tem foco em questões climáticas, em especial o Fridays for Future (Sextas-feiras pelo Futuro), movimento que se espalhou por dezenas de países e cativou jovens dos quatro cantos do mundo, que sentem, de alguma forma, os problemas do capitalismo e legitimamente decidem fazer alguma coisa para melhorar a realidade.

Leia Mais

História do Peru: da colonização à independência (1532-1824) ()

Arthur Penna

Nesta nova série de artigos, abordaremos a história de um dos países mais importantes do continente latino-americano: o Peru. Centro histórico de antigas e esplendorosas civilizações, o território peruano sempre exerceu considerável influência sobre os destinos de partes distantes da América do Sul pré-colombiana. A partir da conquista espanhola, no começo do século XVI, a região foi transformada no centro do vice-reinado do Peru, que tinha como capital a cidade de Lima.

Leia Mais

As origens do machismo e como combatê-lo: o caminho é o socialismo (parte 2)

Ana Paula Gomes

Na edição anterior, explicamos os diferentes tipos de família que foram construídos ao longo da história da humanidade.

Para que essas mudanças nas famílias ocorressem, entraram em jogo novas forças impulsionadoras da ordem social, como por exemplo, a domesticação de animais, a agricultura e a criação de gado, que abriram a possibilidade para acumular riquezas até então desconhecidas, o que criou relações sociais novas. As riquezas até então pertenciam às gens, eram comuns a todos.

Leia Mais

QUEM SOMOS CONTRIBUA E ASSINE OUTRAS EDIÇÕES

CAPA DA EDIÇÃO:

EXPEDIENTE

Editor: Luiz Bicalho.

Comitê Editorial: Aline Seitenfus, André Mainardi, Evandro Colzani, Francine Hellmann, Henrique de Macedo, Luiz Bicalho, Michel Goulart, Pedro Corrêa.

Arte de Capa: Evandro Colzani.

Contato: jornal@marxismo.org.br

Deixe Seu Comentário