Foto: Twitter

Perspectivas da luta de classes nos EUA após eleições presidenciais

Artigo publicado no jornal Foice&Martelo Especial nº 19, de 12 de novembro de 2020. CONFIRA A EDIÇÃO COMPLETA.

A maior potência do mundo é o centro da luta de classes no momento e desdobramentos interessantes podem acontecer no próximo período. A instabilidade é o que caracteriza a conjuntura diante da maior crise do capitalismo desde 1929. O desemprego bate recordes, assim como o aumento brutal do número de famílias em pobreza extrema. Ao mesmo tempo, a desigualdade social aumenta, com os milionários cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres.

As análises mais sérias da própria burguesia indicam muitas dificuldades para a retomada de qualquer crescimento econômico. Incapaz de garantir emprego, renda e direitos sociais, a classe dominante precisa atacar ainda mais os trabalhadores e a juventude para garantir sua recuperação da taxa de lucro, mas, para isso, precisa esmagar ainda mais quem já está sofrendo tanto.

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES. CONTINUE LENDO.

Deixe Seu Comentário