Cotas financeiras para negros nas eleições

Artigo publicado no jornal Foice&Martelo Especial nº 16, de 1º de outubro de 2020. CONFIRA A EDIÇÃO COMPLETA.

Uma decisão do judiciário estipulou já para as eleições municipais de 2020 cotas financeiras para negros, pagas com o fundo eleitoral. A medida liminar foi tomada a partir de uma consulta pública feita pelo Psol ao Supremo Tribunal Federal (TSF). Ela estabelece que os partidos devem dividir os valores proporcionalmente entre candidatos negros e brancos.

Vários senadores e parlamentares comemoraram essa atitude do ministro Ricardo Lewandowski. Segundo o senador Fabiano Contarato (Rede/ ES): “uma grande vitória em defesa de um país mais inclusivo, igualitário e sem preconceito”.

Essa decisão levou a uma situação inédita no país: pela primeira vez, o número de candidatos que se autodeclaram pardos e negros superou os 50% em relação aos que se declaram brancos. Mais de 30 mil pessoas que foram candidatos nas eleições anteriores pediram para que se mudasse a sua “raça”! Isso levou até a uma declaração irônica em um post no Facebook: “fulana, você é negra? Nunca soube!”. E assim caminha a burguesia e a pequena-burguesia.

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES. CONTINUE LENDO.

Deixe Seu Comentário