O curioso caso de banqueiros, multinacionais e da fábrica de armas que apoiam candidatos do PSOL

Artigo publicado no jornal Foice&Martelo Especial nº 18, de 29 de outubro de 2020. CONFIRA A EDIÇÃO COMPLETA.

Wesley Teixeira, candidato a vereador no município de Duque de Caxias, Rio de Janeiro, é a bola da vez na polêmica sobre dinheiro de empresas e capitalistas em campanhas eleitorais. Ao aceitar dinheiro de dois banqueiros, João Moreira Salles e Beatriz Bracher, Wesley causou uma enxurrada de denúncias, assim como diversos apoios: Anielle Franco, Marcelo Freixo, Gregório Duvivier e Marcelo Adnet foram publicamente em sua defesa. Em 2008, Luciana Genro, quando candidata a presidente pelo PSOL, já foi alvo de semelhantes denúncias. A militante do Movimento Esquerda Socialista (MES) recebeu a doação da construtora Gerdau, da rede de supermercados Zaffari, da fabricante de ônibus Marcopolo e da fábrica de armas Taurus1. O argumento é o mesmo: doaram porque quiseram, mas o compromisso não é com os doadores2. É com quem, então?

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES. CONTINUE LENDO.

Deixe Seu Comentário