Início / Documentos | Ver Mais / Todo apoio à campanha internacional por investigação independente da execução de Marielle

Todo apoio à campanha internacional por investigação independente da execução de Marielle

Os assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes ganharam repercussão mundial e expressivas manifestações pelo país.

Os governantes, a burguesia e seus meios de comunicação foram obrigados a emitir lamentações hipócritas pelo assassinato da vereadora do PSOL. A rede Globo deu destaque para a repercussão do caso, escondendo a revolta popular contra os governos, a intervenção federal no RJ e a Polícia Militar, resumindo tudo a uma luta por democracia. Grupos de extrema direita, por sua vez, têm propagado calúnias sobre a vida e a luta de Marielle.

Essa execução de uma militante de esquerda é mais uma expressão da decadência do regime capitalista e seu Estado. Ela foi assassinada justamente no momento em que elevou as críticas às ações da polícia e à intervenção no RJ. Um dia antes de morrer denunciou: “Mais um homicídio de um jovem que pode estar entrando para a conta da PM. Matheus Melo estava saindo da igreja. Quantos mais vão precisar morrer para que essa guerra acabe?”.

Ela morreu, jovens pobres e negros continuam morrendo nas favelas e bairros populares pelo país. Em um único final de semana no Rio de Janeiro, 8 mortos na Rocinha pela polícia, 5 em Maricá.

Um manifesto internacional foi lançado reivindicando investigação independente do assassinato de Marielle. Importantes personalidades, intelectuais e ativistas encabeçam a lista de assinantes.

A Esquerda Marxista se soma a essa campanha. Não é possível confiar em uma apuração realizada pela polícia, alvo das críticas de Marielle. O Estado burguês e seu braço armado estão a serviço da classe dominante, contra a luta da classe trabalhadora. Nenhuma confiança nessas instituições podres!

Uma comissão independente deve ser formada, com total acesso aos dados e arquivos da polícia. Lutar pela verdade, para desvendar quem foram os mandantes e executores do assassinato de Marielle, é um recado a todos os que pretendem calar a luta dos oprimidos com ameaças e mortes.

Jovens e trabalhadores dão seguidas demonstrações de disposição de combate e ódio ao sistema vigente. A reação massiva contra o assassinato de Marielle tem sido mais um exemplo disso.

Chamamos todos os nossos apoiadores a assinar o manifesto e a seguir a luta contra a repressão e a criminalização dos movimentos sociais, pelo fim da polícia, em defesa do direito da classe trabalhadora lutar por um futuro digno, livre da barbárie capitalista, pelo socialismo.

Clique aqui, assine você também e some-se à campanha.

Deixe seu comentário

Leia também...

Bolsonaro prepara seu ministério de assalto (sem trocadilhos!)

“Nós, pequenos artesãos burgueses, que trabalhamos com o bom e velho pé-de-cabra, as modestas caixas …