Download WordPress Themes, Happy Birthday Wishes
Manifestação dos estudantes da UFF em Niterói contra os cortes do governo Bolsonaro.

15 de Maio: Preparar a Greve Geral! Fora Bolsonaro!

A Greve Nacional da Educação foi convocada para 15 de maio pela CNTE, mas nenhum esforço de fato foi realizado para organizar e mobilizar a base dos educadores para a greve. A medida brutal do governo Bolsonaro, de corte de verbas para as universidades e institutos federais, provocou uma mobilização intensa no Brasil, que se soma ao dia 15, fazendo renascer a possibilidade de se desenvolver uma greve nacional de fato nesta data. Pesquisadores, cientistas, alunos de pós-graduação, também têm se mobilizado diante do corte de 41,9% do orçamento destinado à ciência e tecnologia, medida de um governo que prega o obscurantismo e menospreza o conhecimento científico.

Já a Reforma da Previdência avança no Congresso Nacional. Enquanto isso as centrais sindicais anunciaram no 1º de Maio a convocação de uma greve geral para o distante 14 de junho, buscando desde já evitar que a greve transborde para além de um dia de paralisação.

A linha petista de negociações parlamentares para a aprovação de uma reforma “menos danosa”, a proposta das direções sindicais de pressionar e convencer os deputados nos aeroportos, a convocação de atos sem mobilizar nos locais de trabalho e estudo, estes são os caminhos que preparam a derrota. Só a mobilização real da base e a ação massiva de jovens e trabalhadores pode impedir a aprovação da Reforma da Previdência e a reversão dos cortes na educação.

O governo Bolsonaro parte para a ofensiva, mas é também instável. Há divisões e disputas no seu interior. A burguesia demonstra impaciência com suas trapalhadas e incompetências. O apoio popular derrete, apenas 35% o consideram ótimo ou bom. Muitos dos que votaram iludidos, chocam-se com a realidade e têm passado para o campo da oposição. É possível vencer e esta é a hora de levantarmos a palavra de ordem “Fora Bolsonaro!”.

Colocar abaixo este governo reacionário com a mobilização de jovens e trabalhadores, impulsionados pela luta contra a Reforma da Previdência, contra os cortes na educação e as privatizações, significaria uma derrota para a burguesia e o imperialismo. Um movimento de massas capaz de derrubar Bolsonaro elevaria a confiança do proletariado em suas forças, podendo abrir uma situação revolucionária que colocaria em questão o conjunto do sistema.

O capitalismo é um regime decadente, incapaz de proporcionar um futuro e condições dignas de vida para a maioria da população. Persiste, no Brasil e no mundo, a disposição de luta entre jovens e trabalhadores. A indignação cresce e explosões revolucionárias se preparam.

A Esquerda Marxista convida todos a estarem conosco nas manifestações do dia 15, cobrando as direções sindicais e estudantis, levantando a bandeira do “Fora Bolsonaro”, construindo as forças da revolução socialista!

  • Abaixo a Reforma da Previdência!
  • Educação pública, gratuita e para todos! Contra o corte de verbas na educação e na ciência!
  • Não pagamento da Dívida!
  • Construir a Greve Geral!
  • Fora Bolsonaro!
Deixe Seu Comentário
x

Confira Também

Ruínas do regime da Nova República. Fora Bolsonaro!

A instabilidade política corre o mundo e sua raiz é a crise internacional do sistema ...