Dialética e Materialismo

Breve história do infinito, uma interpretação Marxista – Parte 2

As ideias materialistas de Lucrécio foram recuperadas no início do século XV pelo cardeal alemão, Nicolau de Cusa. Ele sustentou que o universo é infinito e, portanto, não tem centro, que a terra não ocupa o centro do cosmo e que é semelhante a outros planetas; desenvolveu uma filosofia panteísta …

Leia Mais »

Breve história do infinito, uma interpretação marxista – Parte 1

Introdução Se perguntarmos a qualquer pessoa pelo significado do infinito, encontraremos, normalmente, respostas relacionadas a Deus, à religião e à metafísica. No entanto, desde que a filosofia materialista surgiu na antiga Grécia o infinito como problema filosófico foi arrebatado como monopólio da religião: a partir de então, através dos séculos, …

Leia Mais »