Arquivos de Tags: violência

Solidariedade aos estudantes presos nos EUA por defenderem o fim do massacre na Palestina

Os protestos estudantis contra o massacre na Faixa de Gaza estão se alastrando em diversos campi das universidades dos EUA. A opressão aos palestinos e a luta contra o financiamento dos EUA ao massacre promovido pelo Estado sionista de Israel estão politizando toda uma geração de estudantes, que agora ocupa a entrada das universidades, inviabilizando suas atividades.

Leia Mais »

Argentina: abaixo a repressão e o governo Milei

A Corrente Socialista Militante (CMI-Argentina) repudia a repressão ocorrida em frente ao Congresso da Nação no momento em que se discutia o pacote antitrabalhador da “Lei Ómnibus”, que entrega os recursos naturais do país nas mãos das multinacionais e pulveriza os salários e a poupança, já golpeada das famílias dos trabalhadores.

Leia Mais »

Os crimes do “Invasão Zero” e da Polícia Militar matam indígenas na Bahia governada pelo PT

Governado pelo Partido dos Trabalhadores, o estado da Bahia possui a Polícia Militar que mais mata no Brasil (Anuário Brasileiro de Segurança Pública, 2023) e, logo no início de 2024, tem sua população afetada com outra ação assassina, com a anuência do braço armado do Estado. Trata-se da ação do …

Leia Mais »

A violência urbana no Rio de Janeiro

Conflitos armados entre grupos de “tráfico” e “milícia” na Zona Oeste do Rio Janeiro inundam com sangue as emergências dos hospitais cariocas. Chacinas recorrentes em bairros proletários são realizadas por tropas policiais que tem como missão “entrar na favela e deixar corpos no chão”. Agressões, roubos e furtos ao comércio e a pedestres na Zona Sul não param de crescer e encontram como reação a formação de grupos de “justiceiros”.

Leia Mais »

Ato Contra as Guerras Imperialistas – Ucrânia e Palestina (Gabriel Lazzari)

Fala de Gabriel Lazzari, dirigente do PCB-RR, na abertura do "Ato Contra as Guerras Imperialistas - Ucrânia e Palestina" organizado pelo PCB-RR e Organização Comunista Internacionalista (Esquerda Marxista) no dia 02/11/2023.

Leia Mais »

Moção de repúdio à ação policial contra o MST em SC

Dia 21 de outubro, famílias Sem Terra ocuparam área em Santa Catarina para denunciar o uso de 600 hectares pertencentes à União de forma privada. Em poucas horas a Polícia Militar de toda a região chegou com mais de 150 policiais, 40 viaturas e helicóptero, dos municípios de Canoinhas, Porto União, Mafra, São Bento do Sul, Lages, Batalhão de Aviação de Lages. As pessoas foram algemadas, presas, agredidas, feridas e toda forma de humilhação policial. Seus celulares e veículos foram apreendidos.

Leia Mais »

Ato organizado pela Esquerda Marxista e pelo PCB-RR discute as guerras imperialistas

Os militantes da Esquerda Marxista, do Partido Comunista Brasileiro - Reconstrução Revolucionária e do Movimento Esquerda Socialista (MES) estiveram reunidos, na tarde desta quinta-feira (2), no “Ato contra as guerras imperialistas – Ucrânia e Palestina”, convocado pelo PCB-RR e pela Esquerda Marxista. A atividade contou com a participação de 200 pessoas, entre militantes e convidados, com informes políticos de Jorge Martin, representando a Corrente Marxista Internacional (CMI), Gabriel Lazzari, representando o PCB-RR, e Serge Goulart representando a Esquerda Marxista. 

Leia Mais »

Mirem-se no exemplo daquelas mulheres que lutam: trabalho docente e violência nas escolas

Em seu livro A origem da família, da propriedade privada e do Estado Engels afirma que “o desmoronamento do direito materno foi a grande derrota histórica do sexo feminino em todo o mundo (...) Essa degradada condição da mulher, manifestada sobretudo entre os gregos dos tempos heroicos e, ainda mais, entre os dos tempos clássicos, tem sido gradualmente retocada, dissimulada e, em certos lugares, até revestida de formas de maior suavidade, mas de maneira alguma suprimida.” Ao mencionar a Grécia Antiga e, mais especificamente Atenas, que contraditoriamente deu tanto conhecimento à humanidade, Engels aponta que este período deixou como herança também a forma degradante como tratava as mulheres, demonstrando que em um sociedade de classes e de apropriação privada dos meios de produção “cada progresso é simultaneamente um retrocesso relativo, e o bem-estar e desenvolvimento de uns se verificam às custas da dor e da repressão de outros.”

Leia Mais »