Arquivos de Tags: repressão

Vitória histórica do movimento de massas na Caxemira controlada pelo Paquistão

Em 13 de Maio, mais de 500 mil pessoas reuniram-se em Muzaffarabad, a capital da “Azad” (“Livre”) Caxemira controlada pelo Paquistão, para exigir eletricidade e farinha de trigo mais baratas. A classe dominante, apesar de ter atacado brutalmente os manifestantes anteriormente, aceitou agora, parcialmente, as exigências das massas. Esta é uma enorme vitória nesta parte da Caxemira, onde as pessoas protestam há mais de um ano por estas demandas. Esta vitória enviou ondas de choque pelos corredores do poder.

Leia Mais »

Como os militantes da CMI intervêm no movimento de solidariedade com a Palestina

Publicamos aqui trechos da nota do Secretariado Internacional da CMI, de 8 de maio, que analisa o desenvolvimento do movimento de solidariedade à Palestina em diferentes países e orienta a intervenção dos militantes comunistas nestes protestos. Mesmo com diferentes graus de mobilização em cada país – no Brasil, por exemplo, até o momento não ocorreram manifestações de massas pró-Palestina –, o relato do movimento e da intervenção dos camaradas nos EUA, Canadá, Grã-Bretanha, Espanha etc., demonstra a radicalidade presente na base, em particular da juventude, em todo o mundo. A nota traz ainda lições importantes para a intervenção prática dos revolucionários comunistas em um movimento de massas deste tipo, construindo as forças do marxismo.

Leia Mais »

Solidariedade aos estudantes presos nos EUA por defenderem o fim do massacre na Palestina

Os protestos estudantis contra o massacre na Faixa de Gaza estão se alastrando em diversos campi das universidades dos EUA. A opressão aos palestinos e a luta contra o financiamento dos EUA ao massacre promovido pelo Estado sionista de Israel estão politizando toda uma geração de estudantes, que agora ocupa a entrada das universidades, inviabilizando suas atividades.

Leia Mais »

Os erros da guerrilha na luta contra a ditadura militar brasileira

Ao longo dos anos de chumbo, setores da esquerda também lançaram luz ao método guerrilheiro de combate ao capitalismo e suas opressões. Principalmente por estar inserida a um contexto imerso na “guerra fria” e em experiências internacionais de revoltas populares - vitoriosas ou não - que adotaram tal forma de ação, as esquerdas no Brasil arquitetaram tentativas de derrubada do regime militar com esta tática.

Leia Mais »

1968 no Brasil: estudantes e trabalhadores contra a ditadura militar

No Brasil, 1968 começou em março. A morte de Edson Luís, com um tiro no coração, sensibilizou o país e resultou na explosão de uma enorme insatisfação social que se acumulava desde o golpe militar de 1964. Os estudantes ocuparam escolas, universidades e foram às ruas. A classe trabalhadora, buscando se reorganizar, realizou greves, combateu a burocracia sindical e a repressão da polícia. A música, o cinema, o teatro, questionavam a Ditadura, os artistas se solidarizavam e lutavam ao lado de estudantes e trabalhadores.

Leia Mais »

PM mata jovem negro à queima-roupa em manifestação no Rio

A cada 4 horas uma pessoa negra é morta pela polícia. E no dia 08 de fevereiro o jovem Jefferson de Araújo Costa, 22 anos, integrou essas estatísticas. Ele morreu com disparo de fuzil à queima-roupa feito por um PM que reprimia uma manifestação na Av. Brasil no Rio de Janeiro.

Leia Mais »

Argentina: abaixo a repressão e o governo Milei

A Corrente Socialista Militante (CMI-Argentina) repudia a repressão ocorrida em frente ao Congresso da Nação no momento em que se discutia o pacote antitrabalhador da “Lei Ómnibus”, que entrega os recursos naturais do país nas mãos das multinacionais e pulveriza os salários e a poupança, já golpeada das famílias dos trabalhadores.

Leia Mais »

Os crimes do “Invasão Zero” e da Polícia Militar matam indígenas na Bahia governada pelo PT

Governado pelo Partido dos Trabalhadores, o estado da Bahia possui a Polícia Militar que mais mata no Brasil (Anuário Brasileiro de Segurança Pública, 2023) e, logo no início de 2024, tem sua população afetada com outra ação assassina, com a anuência do braço armado do Estado. Trata-se da ação do …

Leia Mais »

Rússia: Boris Kagarlitsky está livre!

Boris Kagarlitsky, um dos sociólogos de esquerda mais relevantes da Rússia, foi libertado em 12 de dezembro, após quatro meses e meio de prisão. Foi multado em 600 mil rublos (cerca de 6 mil euros) e enfrenta restrições de acesso à Internet durante dois anos, para evitar mais penas de prisão. Uma campanha global por sua libertação, na qual os camaradas da CMI estiveram envolvidos de forma proeminente, foi um dos fatores desta vitória.

Leia Mais »