Arquivos de Tags: França

França diante da quarta onda da Covid-19

Neste artigo, publicado originalmente em 22 de julho, a seção francesa da Corrente Marxista Internacional (CMI), Révolution, explica a evolução da pandemia no país e o contexto das manifestações recentes contra o passe sanitário. Uma nova onda da pandemia começou na França, seguindo uma curva que aumenta rapidamente. Na segunda-feira, …

Leia Mais »

A Revolução Gráfica do Maio Francês de 68: A beleza está nas ruas

No último dia de junho (30), realizamos a atividade “A Revolução Gráfica do Maio Francês de 1968”, a partir do artigo de mesmo nome da última edição da revista “América Socialista”. A condução da atividade foi feita por Taisa Leonardo que também apresentou a revista aos 23 participantes, entre militantes …

Leia Mais »

Abstenção recorde nas eleições regionais francesas mostra crise do regime

O primeiro turno das eleições regionais francesas viu a maior taxa de abstenção da história da Quinta República, com 66,7%. Entre os menores de 35 anos de idade, a abstenção foi de cerca de 84%. Foi da mesma ordem nas camadas mais pobres e oprimidas da população. Este é o …

Leia Mais »

Da Revolução de Fevereiro à Guerra Franco-Prussiana: os eventos que precederam a Comuna de Paris

A Comuna de Paris, que alcança seu cento-cinquentenário no ano 2021, é o auge de um período de convulsões sociais que marcou a luta de classes na França. A compreensão do desenvolvimento do radicalismo político da classe trabalhadora francesa, que a direcionou nos rumos desse grande acontecimento da história da …

Leia Mais »

A Comuna é Imortal: Lenin e Trotsky sobre o Assalto aos Céus de 1871 (parte 2)

PARTE 1 Trotsky e as Lições da Comuna Guerra e Revolução frequentemente se sucedem na história. […] É assim que há 46 anos na França a guerra franco-prussiana de 1870-1871 resultou na revolta dos trabalhadores e na criação da Comuna de Paris. […] A bandeira da Comuna é a bandeira …

Leia Mais »

#34 – 150 anos da Comuna de Paris

Há 150 anos, milhares de homens e mulheres decidiram tomar as rédeas de seus próprios destinos, assumindo o poder da então “capital do mundo” – Paris. Uma Paris que já há seis meses, estava envolta numa guerra entre a Prússia e a França: uma guerra que nada interessava aos trabalhadores. Uma Paris de homens e mulheres famintos e armados que, ao contrário dos seus governantes, não estavam dispostos a se render diante do invasor. E o que parecia impossível aconteceu: os trabalhadores parisienses "assaltaram os céus". Quais as condições que levaram os trabalhadores de Paris, a enfrentar a morte pela liberdade? Como esse evento marcou definitivamente, a ferro, fogo e sangue, a história da luta de classes? O que a experiência parisiense têm a ensinar às novas gerações de revolucionários? Mas afinal, o que foi a Comuna de Paris? Na transmissão de hoje, André Mainardi e Caio Dezorzi contam como foi essa primeira experiência de governo operário da história. A equipe do Podcast da Esquerda Marxista, como singela homenagem, dedica esse episódio à memória do camarada Hans-Gerd Öfinger, um dos principais dirigentes da seção alemã da Corrente Marxista Internacional, que nos deixou na última sexta-feira, vítima da Covid-19.

Leia Mais »

A Comuna de Paris (1871)

A Comuna de Paris foi um dos maiores episódios da história da classe trabalhadora francesa. Entre a revolta de 18 de março e a “Semana Sangrenta” no final de maio, Paris foi governada pelos órgãos democráticos dos trabalhadores, que tentavam reorganizar a sociedade sobre bases inteiramente novas – sem exploração …

Leia Mais »

Não ao sacrifício da juventude estudantil!

Isolamento, depressão, precariedade: na França, as condições de vida dos estudantes estão se deteriorando sob o impacto desta crise sanitária, mas também de todas as políticas de austeridade dos últimos anos. O primeiro-ministro Macron admitiu em seu discurso de 15 de outubro: “É difícil ter 20 anos em 2020”. Mas …

Leia Mais »

A Revolta da Vacina: Um antídoto para a antidemocrática República burguesa

“A revolta não visava o poder, não pretendia vencer, não podia ganhar nada. Era somente um grito, uma convulsão de dor, uma vertigem de horror e indignação. Até que ponto um homem suporta ser espezinhado, desprezado e assustado? Quanto sofrimento é preciso para que um homem se atreva a encarar …

Leia Mais »

Protestos em meio ao aumento da repressão estatal na Tunísia

Em 6 de fevereiro, milhares de manifestantes saíram às ruas de Túnis, capital da Tunísia, cantando “o povo quer a queda do regime” contra o partido islâmico Ennahdha, que faz parte da coalizão governamental. A polícia de choque já havia mobilizado cordões de segurança ao redor do centro da capital, …

Leia Mais »