Arquivos de Tags: Exploração

Dia da Família na Escola é trabalho não remunerado na Educação de Santa Catarina

Todos os anos, a Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina (SED-SC) impõe uma data chamada de “Dia da Família na Escola”, que é realizada, por regra, em um sábado e tenta impor aos trabalhadores de educação o cumprimento de trabalho não remunerado no final de semana. Os trabalhadores de educação de Santa Catarina são uma categoria já calejada da arbitrariedade dos governos que se sucedem e que só fazem piorar a situação.

Leia Mais »

Por uma Vida Além do Trabalho! Pelo direito ao pão e à poesia!

Ah, eu acordo pra trabalharEu durmo pra trabalharEu corro pra trabalharEu não tenho tempo de terO tempo livre de serDe nada ter que fazer(Capitão da Indústria – Paralamas do Sucesso) Desde que a campanha VAT (Vida Além do Trabalho) foi iniciada temos visto uma grande adesão da classe trabalhadora, em …

Leia Mais »

Lucro acima de tudo: o capitalismo afunda Maceió

Em 30 de novembro, a notícia de um colapso de solo em Maceió chocou o país e aterrorizou os trabalhadores da cidade. A Defesa Civil emitiu alerta considerando a possibilidade de um afundamento de solo na capital alagoense, problema este, que já se estende desde 2018. Os moradores das proximidades …

Leia Mais »

Comunidade, morro, favela, bairro proletário: qual nome devemos usar?

Durante décadas muito se tem discutido a questão de como se referir corretamente aos bairros proletários. Os nomes até então usados são formas coloquiais ou "censuradas" dos locais, como comunidades, favelas e morros. O presente texto discute sobre como nós, marxistas, devemos chamar os bairros proletários. Primeiramente, explicando os nomes, seja da perspectiva etimológica (se formos nos referir à palavra “favela” em específico) ou não. Porém, sempre ligando aos contextos históricos.

Leia Mais »

Mesa Redonda: Palestina Livre

Acompanhe a Mesa Redonda sobre a situação na Palestina com a participação de Luiz Bicalho (Esquerda Marxistas), Cassio Eduardo (Liberdade e Luta) e Adib Ahmad, palestino e membro do Comitê Pela Libertação Palestina (SC). A transmissão da live será realizada na próxima terça (24/10) às 19h pelo Canal Marxista (YouTube) e pelo Facebook da Esquerda Marxista.

Leia Mais »

A opressão da mulher e a prostituição sob o ponto de vista marxista

Algumas correntes feministas defendem a ideia de que a noção de prostituição deve ser abandonada e substituída pela de "trabalho sexual”. Ou seja, a prostituição seria equiparável a qualquer outra forma de trabalho, e, assim, deveria ser reconhecida como tal. Segundo a militante feminista Morgane Merteuil (e outras), a prostituição seria, inclusive, uma ferramenta para a luta contra o capitalismo e pela emancipação das mulheres. Neste artigo queremos dar uma resposta a essas ideias, a partir do ponto de vista marxista.

Leia Mais »

A luta contra a privatização da CPTM e o combate dos marxistas

Em todo o mundo, a burguesia busca descarregar o peso da crise do capital sobre as costas da juventude e da classe trabalhadora. Como resultado, vimos uma onda de ataques semelhantes em diversos países: reformas trabalhistas, privatizações, reformas da previdência etc. É nesse contexto que se desenvolve o combate entre Tarcísio de Freitas (Republicanos) e a classe trabalhadora em São Paulo. No período de crise, as privatizações são uma das formas da classe dominante de retomar em suas mãos uma parte maior da riqueza social. O salário indireto na forma de serviços públicos que o Estado burguês é obrigado a ofertar em diferentes medidas no desenrolar da luta de classes.

Leia Mais »

O papel do racismo na divisão da classe trabalhadora

Entre as opressões utilizadas pelo sistema capitalista, o racismo faz parte do repertório sobre o qual se assenta e edifica historicamente a ideia de que os miseráveis foram feitos de um “barro diferente” e, portanto, é natural que sejam explorados, não só por uma raça superior como se possa supor, mas por uma classe que se julga superior.

Leia Mais »

Uma síntese da humanidade: Engels e “A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado”

Friedrich Engels fora conhecido nas fileiras do movimento operário como “O professor do proletariado” por suas contribuições substanciais para o materialismo histórico-dialético. Elas permitiram e continuarão possibilitando o desvelamento da realidade ocultada pela ideologia das classes dominantes, como faz o livro “A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado”, responsável por apresentar sempre às novas gerações como se desenvolveu pilares da humanidade e as opressões geradas pelas mesmas. Assim, este artigo tem o intuito de introduzir a obra “A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado”, escrita por Friedrich Engels em 1884.

Leia Mais »

Segue a greve dos roteiristas nos Estados Unidos

Continua a greve dos roteiristas de Hollywood, passado um mês desde seu início. Deflagrada no começo de maio, depois que 97,85% dos cerca de 11 mil membros do Sindicato dos Roteiristas (WGA) votaram favorável à paralisação, o movimento segue com piquetes e mobilizações em todo o país.

Leia Mais »