Quarta-feira de protestos em Minneapolis: Justiça para George Floyd

Foi chocante ver um homem negro ser assassinado em plena luz do dia em Minneapolis no começo desta semana pela polícia. O homem negro era George Floyd. O policial Derek Chauvin ficou ajoelhado por 10 minutos sobre o pescoço de Floyd enquanto ele gritava “eu não consigo respirar” e pessoas que estavam ao redor gritando que ele estava sendo sufocado, mas não intervieram para evitar o assassinato.

Rapidamente um vídeo com o assassinato a sangue frio praticado pela polícia racista dos Estados Unidos circulou pelas redes sociais, mostrando ao mundo o que ocorre cotidianamente com a população negra.

Não é um caso isolado. Em 2014, na cidade de Ferguson, o jovem Erik Garner também foi sufocado enquanto era preso pela polícia. O sufocamento provocado por um golpe chamado mata leão levou a sua morte. O caso levantou a população negra e milhares foram às ruas multidões para se enfrentar contra a polícia, denunciando o racismo do Estado norte-americano. 

Lá como cá, ser negro é ter uma sentença de morte

Segundo a polícia, George Floyd foi preso por supostamente ter comprado comida com um cheque sem fundo. Morreu pela fome. O assassino enquanto sufocava George dizia que não se devia consumir drogas, como se isso fosse motivo para a execução. A violência contra os negros é uma política oficial nos Estados Unidos, e esta violência vem ganhando dimensões mais dramáticas com o aumento da pobreza que atinge principalmente a população negra.

O assassinato de Geroge pode ser incluído na lista dos praticados pela polícia a casos como de Ahmaud Arbery, Sean Reed e Breonna Taylor. A polícia tenta demonizar George para justificar o assassinato, os policiais que cometeram o crime foram demitidos e mandados para casa. Tudo indica que permanecerão impunes.

Manifestações e enfretamento com a polícia ganham as ruas

Na noite de terça feira, 26, a juventude negra tomou as ruas realizando vários protestos e enfretamentos com a polícia. Na manhã desta quarta feira, 27, novos protestos foram realizados, rompendo a quarentena. É possível ver os manifestantes usando máscara em uma manifestação que bloqueou uma estrada Minneapolis.

Em todas as manifestações que ocorreram em Minneapolis era possível sentir o que ocorreu em Ferguson e Baltimore. Os jovens negros que saíram às ruas mais uma vez exigindo justiça para George Floyd e prisão para os policiais assassinos, estão cansados de serem assassinados pela polícia americana.

Hoje, além da violência direta, a população negra americana enfrenta uma nova violência que é a segregação patrocinada pelo sistema de justiça, que está encarcerando em massa a população negra. É a nova ordem do sistema de exploração de classe utilizando de todos os meios necessários para manter a ordem da exploração de classe. 

Deixe Seu Comentário