PSOL de Campinas decide não ter candidatura própria. Esquerda Marxista apresenta Alexandre Mandl como pré-candidato a vereador

Por 15 votos a 14, o Diretório Municipal do PSOL de Campinas decidiu não ter candidatura própria. Esquerda Marxista apresenta, portanto, Alexandre Mandl como pré-candidato a vereador.

Defendemos que o PSOL lançasse candidaturas próprias para as eleições municipais, tendo como principal slogan a luta pelo “Fora Bolsonaro” e pelos interesses imediatos e históricos da classe trabalhadora e da juventude. Pensamos que as candidaturas do PSOL devem expressar a raiva que se acumula contra esse governo reacionário, mas também devem expressar o desprezo que as pessoas comuns sentem pela apodrecida democracia burguesa, pelo corrupto Congresso Nacional, pelo sistema político-eleitoral e seus partidos e candidatos que só querem o voto do povo, mas que não dão à mínima para o povo após eleito. As candidaturas devem explicar e denunciar que as difíceis condições de vida e trabalho do povo trabalhador e da juventude são de inteira responsabilidade da crise do capitalismo e de seus governos. Assim, as candidaturas devem ser porta-vozes de um novo regime político, econômico e social e devem aproveitar o tempo das eleições para explicar que só a organização e a mobilização independente dos trabalhadores e da juventude poderão pôr fim a toda exploração, opressão e sofrimento.

A pandemia do novo coronavírus acentuou ainda mais as injustiças e desigualdades sociais. A esmagadora maioria da população não tem acesso a alimentação saúde, educação, habitação, saneamento básico, emprego e direitos trabalhistas e toda a riqueza gerada pelos trabalhadores é apropriada por um punhado de bilionários, banqueiros, grandes empresários e magnatas. Está cada dia mais evidente que o sistema capitalista não só é incapaz de satisfazer as necessidades básicas da população, como está conduzindo a humanidade à barbárie.

Disputamos, internamente ao PSOL de Campinas, para que houvesse candidatura própria, com um programa socialista, com independência política e que as bases da militância decidam democraticamente. Depois de um processo truncado, limitando a construção do debate, com tão somente 3 debates em 1 semana e pouquíssimo tempos de fala, no Diretório Municipal de 19 de julho, por 15 votos a 14, aprovou-se não ter candidatura própria à Prefeitrua de Campinas e sair como vice numa coligação com o pré-candidato Pedro Tourinho, conforme foi oferecido pelo PT.

Diante desta decisão do Diretório Municipal do PSOL de Campinas, decidimos manter nossa luta pela construção do socialismo, convertendo a pré-candidatura a Prefeito para a pré-candidatura a Vereador, entendendo que poderemos fazer um bom combate em direção ao Poder Legislativo Municipal, impulsionando uma campanha militante, classista, independente e socialista, como ponto de apoio às lutas sociais em Campinas, na perspectiva da revolução socialista internacional. 

A luta continua! Socialismo ou barbárie, venceremos!

Por uma campanha pelo “Fora Bolsonaro”, construindo comitês de ação na luta por governo socialista dos trabalhadores, sem patrões nem generais, em cada bairro, em cada local de trabalho ou estudo, a partir de um programa emergencial para a crise em que a classe trabalhadora e a juventude não paguem a conta dos capitalistas.

Venha fazer parte da construção desta campanha! Entre em contato conosco!

Facebook: ale.mandl Instagram: @AlexandreMandl 

E-mail: alexandremandl@gmail.com Telefone: (19)98129-6637

Deixe Seu Comentário