Professores de Caieiras realizam ato público em frente à prefeitura: Greve Geral Pela Vida!

Na manhã de ontem (4), cerca de 80 professores da rede de educação pública de Caieiras-SP participaram do ato “Retorno presencial, só com vacina para todos”, exigindo vacinação em massa para funcionários, crianças, jovens e familiares, permanência do kit alimentação para todas as famílias, Equipamentos de Segurança e Proteção (EPIs) para todos e contratação de mais funcionários da limpeza. O ato durou cerca de quatro horas e foi transmitido ao vivo nas redes sociais, atingido hoje mesmo mais de 9 mil visualizações.

A volta das aulas presenciais, em um momento de alta nas contaminações e mortes (inclusive de crianças e jovens), serve para pressionar todos os trabalhadores, para que aceitem a situação caótica que enfrentamos como algo normal e inevitável, sacrificando nossas vidas e de nossos familiares para gerar lucro para os grandes empresários e os patrões. Isso fica muito claro nas redes sociais da vereadora Profª Josie Dartora, do partido Democratas (DEM).

“Não tenha medo de perder pessoas. Pessoas vem e vão, você fica”

Josie Dartora elegeu-se em um partido de extrema direita, falando sobre “empoderamento feminino” e “representatividade”, discurso que possui em seu conteúdo a ideologia burguesa, porém, com uma máscara “progressista”. O que fica evidente é que a vereadora não deve conhecer a realidade da maioria das trabalhadoras, que não estão dispostas a sacrificar seus filhos e familiares para “salvar a economia”, ou seja, para deixar os ricos ainda mais ricos.

A vereadora se orgulha de ser autora do Projeto de Lei 036, publicando em suas redes que “(…) tornando as atividades escolares presenciais como serviço essencial no município de Caieiras durante a pandemia foi um importante passo para priorizar, de verdade, a educação em nossa cidade. As escolas têm de ser a última atividade a fechar e a primeira a voltar a abrir. Que todos os protocolos e cuidados sanitários sejam tomados para que esse direito básico não seja mais tirado de nossas crianças e jovens”.

Essas “belas palavras” escondem os reais interesses representados pelos vereadores da câmara de Caieiras e seus partidos, todos de direita, que não atendem aos trabalhadores e sim aos empresários e aos patrões. Muitas mães, pais, responsáveis e trabalhadores da educação devem estar se perguntando onde estava toda essa importância e prioridade para a educação pública antes da pandemia, pois a maioria das escolas não têm materiais escolares e de higiene. Além disso, muitos funcionários da limpeza e professores foram demitidos recentemente e nenhum desses “representantes do povo” combateram essas ações. Existem escolas em que, literalmente, o teto está caindo! Onde estavam esses “salvadores” da educação?

A reabertura das escolas e a volta das atividades presenciais mostrou para todos que não há retorno seguro sem vacinação em massa para toda a população. Além disso, na prática, o atendimento nas escolas será reduzido, em poucos dias, o que não resolverá o problema das atividades em casa. Se a prefeitura e os vereadores realmente estivessem preocupados com a educação das crianças e dos jovens, já teriam providenciado instrumentos tecnológicos (celulares e tablets), acesso à internet, material didático e kit alimentação para todas as famílias, organizando a vacinação massiva para que todos possam trabalhar garantindo suas vidas.

Em mais de um ano, praticamente nada foi feito nas escolas e a vacinação tem caminhado muito lentamente. A prefeitura de Caieiras pretendia suspender o kit alimentação, enquanto nas escolas as crianças serão alimentadas apenas com bolachas e sucos. Hoje, na manifestação dos professores com apoio das famílias, a prefeitura garantiu a entrega dos kits alimentação, o que mostra que só a luta pode mudar essa situação trágica que enfrentamos e o apoio das famílias é fundamental.

Por isso, é muito importante realizar um balanço sobre a manifestação de hoje e organizar os próximos passos da luta por aulas presenciais só com vacina para todos. Não podemos aceitar menos que isso! Não vamos aceitar sacrificar nossas crianças, jovens e familiares em nome dos interesses de uma minoria sedenta por garantir seus lucros e manter seus privilégios.

Chamamos todos aqueles que de fato lutam por educação pública, gratuita e para todos a apoiar a luta dos trabalhadores da educação de Caieiras e região, compartilhando essa notícia em suas redes sociais e com seus contatos, ajudando a somar forças e construir um grande movimento de luta!

  • Por uma Greve Geral em defesa da vida!

Deixe Seu Comentário