Plenária estatutária da CUT PE aprova moção de repúdio às ameaças ao companheiro Josenildo Mello

Nos chegou às mãos uma moção aprovada na Plenária Estadual Estatutária da CUT de Pernambuco. A moção denuncia as ações de 2 vereadores do PT em Mirandiba contra o piso nacional do magistério. Ao mesmo tempo a plenária repudiou os ataques que o vereador Cícero Manoel da Silva lançou contra o dirigente da Executiva Estadual da CUT, o companheiro Josenildo Vieira de Mello, inclusive ameaçando-o de morte.

Tornamos publica a Moção para que o conjunto do movimento sindical tome ciência do que lá está ocorrendo e repudie as atitudes destes vereadores subordinados ao prefeito de Mirandiba que é do PR.


MOÇÃO DE REPÚDIO

Nós, delegados/as da 12ª Plenária Estadual da CUT/PE, realizada nos dias 25, 26 e 27/08/2011, repudiamos veemente a posição política dos Vereadores Cícero Manoel da Silva e Maria da Conceição da Silva, ambos do PT de Mirandiba-PE, em defender como representantes do Prefeito do Município, Dr. Bartolomeu Carvalho, do PR, o reajuste salarial do Piso Salarial Nacional do Magistério Público, que era de R$ 438,00, em 2010 para R$ 662,00, em 2011, como salário base para profissionais do Magistério com a titulação de Magistério 150 horas, ou R$ 882,66 para os professores com 200 horas aulas, ferindo a Lei que criou o Piso (Lei Federal 11.738/08), considerada constitucional pelo STF) e ao mesmo tempo, condenar a atitude anti-sindical e truculenta do Vereador Cícero Manoel da Silva (Cícero Cirilo) por agredir física e verbalmente o membro da Executiva Estadual da CUT/PE, professor Josenildo Vieira de Mello, além de ameaçar por várias vezes a sua integridade física, através de ameaças de morte.

Recife, 27 de agosto de 2011.
Deixe Seu Comentário