Chile: governo Boric abre o caminho à reação

Nós marxistas advertimos, desde o primeiro dia, que o governo de Gabriel Boric está dançando ao ritmo da direita. Desde o segundo turno da eleição presidencial denunciamos a utilização populista da questão da imigração e da segurança pública na campanha. Com este tipo de agenda repressiva ele pretende ganhar o apoio de setores moderados ou despolitizados, subtraindo-os à direita. No fim das contas, só leva mais água ao moinho da reação e da ultradireita. Na semana passada, sob o impulso de uma lei do gatilho conivente para os carabineiros, conhecida como Lei Nain-Retamal, o presidente Boric lidera uma política ultrapassada de traições e reviravoltas.

Leia Mais »

Trabalhadores em educação e estudantes impulsionam comitês pela revogação do NEM no Oeste do Paraná

Professores, universitários e estudantes secundaristas se reuniram na Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste de Cascavel (PR) para debater os impactos do Novo Ensino Médio (NEM) a necessidade de revogação imediata desta contrarreforma. A atividade ocorreu na tarde de sábado (29/4) com a presença de mais de 20 pessoas.

Leia Mais »

Decretos de Lula sobre o saneamento seguem entregando o setor à iniciativa privada

No início de abril, o governo Lula publicou dois importantes decretos (11.466/23 e 11.467/23) que alteram o Marco Legal do Saneamento Básico (Lei 11.445/2007, alterada pela Lei 14.026/2020) publicado por Bolsonaro. Na propaganda do governo, destaca-se que, com as mudanças, serão investidos mais R$ 120 bilhões para garantir o cumprimento das metas de universalização do saneamento básico no país até 2033. Mas, será que isso é o suficiente? Afinal, quanto custa universalizar o saneamento no Brasil? Em que condições esse investimento se dará e como isso pode afetar a população?

Leia Mais »

Por um 1º de Maio de luta e revolucionário!

O 1º de Maio é o dia internacional do trabalhador! Portanto, um dia de luta, já que os interesses dos trabalhadores são antagônicos aos interesses dos patrões e todos os direitos conquistados até hoje foram arrancados pelo proletariado após muita mobilização, com greves, manifestações e revoluções que foram capazes de impor derrotas à burguesia e seu Estado.

Leia Mais »

França: “apaziguamento” ou revolução?

Durante seu discurso televisionado em 17 de abril, o presidente francês Emmanuel Macron tentou superar o clamor em torno da recente reforma previdenciária, prometendo o impossível a todos aqueles que, desde 19 de janeiro, se mobilizaram nas ruas e estão em greve contra esse projeto de lei. Poucas pessoas prestam …

Leia Mais »

Manifesto

Manifesto da Internacional Comunista Revolucionária

A seguir apresentamos o texto do Manifesto da Internacional Comunista Revolucionária que, após uma discussão exaustiva, foi aprovado por unanimidade no Secretariado Internacional na manhã de 7 de março de 2024. Este documento será submetido, para ratificação, a nossa conferência internacional em Junho, onde lançaremos uma nova Internacional Comunista Revolucionária.

Leia Mais »