No dia Nacional de Lutas: Romper com a burguesia. Fora PMDB e burgueses do governo

A CUT divulgou em sua página a convocação para as manifestações contra o PL 4330 que visa implantar a terceirização nas atividades fins das empresas.  É justíssima a manifestação e a Esquerda Marxista se soma às mobilizações convocadas, mas não podemos tapar o sol com a peneira.

A CUT divulgou em sua página a convocação para as manifestações contra o PL 4330 que visa implantar a terceirização nas atividades fins das empresas.  É justíssima a manifestação e a Esquerda Marxista se soma às mobilizações convocadas, mas não podemos tapar o sol com a peneira.
 
O autor do PL 4330 é Sandro Mabel do PMDB. Este partido é a da base aliada ao PT e da base de sustentação do governo Dilma (como os aliancistas costumam dizer). 
 
Ver a matéria em: http://www.cut.org.br/destaques/23564/cut-protesta-na-casa-dos-patroes-nesta-terca-feira-6-contra-projeto-de-lei-da-terceirizacao.
 
Uma pergunta que não quer calar. A CUT não deveria exigir que o PT e o governo rompam com o PMDB e todos os partidos da burguesia?
 
No dia de hoje a CUT deveria exigir as reivindicações: estabilidade no emprego, reajuste automático dos salários sempre que a inflação atingir 2%, fim de todas as terceirizações, reestatização de todas as empresas privatizadas, fim do fator e revogação de todas as contra reformas da previdência, e sob esta base preparar a greve geral.
 
Está mais que provado, todos os projetos de ataques às conquistas dos trabalhadores foram feitos ou votados com a participação da base aliada do governo. Alianças com a direita servem apenas para fortalecer a burguesia contra os interesses dos trabalhadores.
 
A batalha que a CUT, que seus dirigentes devem assumir é para colocar a direita e a burguesia fora do governo Dilma: Fora Ministros burgueses do governo, romper com os partidos da burguesia. Essas deveriam ser as exigências da CUT. Estas são as exigências da Esquerda Marxista.
  
Deixe Seu Comentário