MPS/Floripa participa do ato em solidariedade a Mariana Ferrer

O estupro da jovem Mariana Ferrer cometido pelo empresário André Aranha, ligado ao lobby esportivo, ocorrido no Café la Musique, localizado em Jurerê Internacional, em Forianópolis, e a decisão da justiça burguesa em amenizar a sentença qualificando o crime como “estupro culposo” desencadeou uma série de atos e manifestações por todo o país.

Em Florianópolis, no último dia 7 de novembro, foi realizado um enérgico ato no centro da cidade em repúdio em solidariedade à vítima desse crime bárbaro. O ato reuniu um grande número de pessoas, contando com lideranças de vários movimentos sociais e organizações políticas.

O Mulheres pelo Socialismo/Floripa e a Esquerda Marxista somaram-se à manifestação, erguendo suas bandeiras e sua voz em repúdio a todo tipo de violência contra a mulher, em solidariedade à Mariana Ferrer, pelo Fora Bolsonaro e o fim do sistema capitalista.

No Brasil, segundo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), a cada 11 minutos uma mulher é estuprada. Essa barbárie, fruto de uma sociedade dividida em classes que para se consolidar precisou objetificar a mulher e que acomete principalmente a mulher trabalhadora, deve ser combatida e denunciada com toda veemência.

  • Nenhuma confiança na justiça burguesa!
  • Reverter a decisão nas ruas!
  • Prisão para todos os estupradores e apologistas do estupro!
  • Fora Bolsonaro! Por um governo dos trabalhadores sem patrões nem generais!

Hoje, dia 07 de novembro, as ruas do centro de Florianópolis foram tomadas pelas mulheres e homens em luta para REVERTER…

Publicado por Esquerda Marxista em Sábado, 7 de novembro de 2020

 

Deixe Seu Comentário