Movimento Negro Socialista participa de ato em SP exigindo justiça por Moïse

No dia 5 de fevereiro, o Movimento Negro Socialista (MNS) esteve presente no ato em São Paulo, SP, que exigiu justiça para o trabalhador congolês Moïse Kabagambe, brutalmente assassinado no Rio de Janeiro após pedir, em um quiosque onde trabalhava, o pagamento de seu salário.

O ato contou com diversos movimentos sociais, organizações políticas, imigrantes negros que fizeram falas em memória de Moïse. A maioria das falas exigia justiça e denunciava o racismo presente no cotidiano de trabalhadores imigrantes e negros que vivem no Brasil e em diversas partes do mundo.

O MNS dialogou com ativistas e contatos presentes no ato e defendeu sua campanha “Ser negro não é crime”. Nossos militantes fizeram falas que foram gravadas em vídeos durante o ato defendendo a ideia de que para acabar com o racismo é necessário a organização de toda a classe trabalhadora para pôr abaixo este sistema.

  • Justiça por Moïse!
  • Ser negro não é crime!
  • Abaixo o racismo e o capitalismo!

Deixe Seu Comentário