Liberdade e Luta contra demissões nas universidades privadas!

Chamamos todos os estudantes e trabalhadores das universidades privadas a se mobilizarem contra as demissões, pela imediata readmissão de todos os professores e pela federalização das universidades privadas. Envie você também a sua foto!

Mas o que é luta pela federalização das universidades privadas?

Fica cada vez mais evidente que os interesses das mantenedoras das universidades privadas não são com a Educação, mas sim com o lucro. Na Uninove, por exemplo, isso fica claro quando vemos o caso da demissão de mais de 300 professores, demissões estas que ocorreram por e-mail. Da mesma forma, a Universidade São Judas também demitiu repentinamente 100 professores, na UnicSul outras dezenas. Por decorrência, essas medidas se refletiram em mudanças de grade em pleno semestre letivo na UnicSul e na Unisociesc, comprometendo bastante o aprendizado dos estudantes. Isso não é de hoje.Desde a reforma da CLT em 2017, as instituições de ensino começaram uma ofensiva ainda maior nas demissões em massa de professores e terceirizados, aproveitando o desmonte dos direitos trabalhistas que a burguesia aplicou através do Congresso Nacional. A Estácio de Sá abriu essa lista demitindo 1.200 professores apenas um mês após a reforma, e hoje soma mais de 3 mil demissões.

Essas medidas, além de comprometerem profundamente o ensino devido à falta de professores, o que usam como desculpa para avançar ainda mais o EAD, e além de deixar os profissionais à própria sorte em plena pandemia, também se refletem significativamente nas mensalidades. Quando essas mantenedoras não as mantêm intactas e com os mesmos juros por atraso, ainda aumentam, mesmo que sem as despesas comuns de quando não estávamos em quarentena.

Nós, da Liberdade e Luta, entendemos que para garantir estudo para todos os que querem estudar e condições de trabalho para todos os profissionais da educação, temos que lutar pela Educação Pública, Gratuita e Para Todos. Essa luta nas universidades privadas passa pela luta pelo Fora Mantenedoras, Federalização das Universidades Privadas!

Mas também compreendemos que a luta por educação pública, gratuita e para todos vai além da luta pela federalização, pois não basta as universidades estarem nas mãos do Estado se quem o governa está a serviço dos grandes empresários e de seus lucros, como o governo Bolsonaro. Por exemplo, mesmo nas universidades federais, muitos trabalhadores são ainda mais explorados na condição de terceirizados por prestadoras de serviços privadas, na condição de profissionais eventuais ou por contratos para atividades relacionadas ao ambiente acadêmico.

Mesmo em universidades públicas estaduais, esse ataque também se expressa. Assim aconteceu com a Unesp e o Plano de Reestruturação, proposto durante o governo Doria (PSDB). Nos últimos anos, em vários departamentos foram contratados um número de professores temporários superior ao de professores efetivos. Além dos temporários trabalharem em piores condições e por salários muito menores, o baixo número de professores efetivos serviu de pretexto para a fusão de departamentos às vezes incompatíveis, precarizando ainda mais os cursos e abrindo portas à instituições financeiras como o Santander. Tudo isso sob o mesmo argumento: enxugar gastos e fazer avançar a iniciativa privada sobre o patrimônio público. Isso acontece porque o Estado em que vivemos nada mais é do que um grande balcão de negócios para os interesses da burguesia, estando Bolsonaro ocupando a cadeira de chefe do Executivo.

Por isso, entendemos que a luta pela federalização deve estar conectada com a luta pelo Fora Bolsonaro, por um governo dos trabalhadores sem patrões nem generais. Chamamos todos os estudantes e trabalhadores das universidades privadas a se juntarem na luta pela federalização das Universidades privadas, defendendo o Fora Mantenedoras, pela Federalização das Universidades Privadas e pelo Fora Bolsonaro, por um governo dos trabalhadores sem patrões nem generais.

Envie você também a sua foto pra divulgar e ampliar essa luta!

Conheça e apoie a nossa luta na FMU pelo fim do pagamento do exame.
Conheça e apoie a nossa luta na PUC contra a evasão dos estudantes.

Deixe Seu Comentário