Delegação entrega carta no Consulado da Venezuela propondo II Encontro Latino Americano de Empresas Recuperadas pelos Trabalhadores

Uma delegação representando o Movimento das Fábricas Ocupadas no Brasil, a Campanha Internacional “Tirem as Mãos da Venezuela”, a Esquerda Marxista e a Juventude Revolução entregou para a Cônsul da Venezuela em SP, Sra Laura Virgínia Grasse Fajardo, uma carta propondo a realização do II Encontro de Latino Americano de Empresas Recuperadas pelos Trabalhadores.
A carta está assinada por líderes de movimentos de fábricas ocupadas na América do Sul, como Serge Goulart (Brasil), Eduardo Murua (Argentina), Liliana Pertuy (Uruguai), Mário Barrios (central sindical CTA – Argentina), além de companheiros de mais duas empresas argentinas recuperadas pelos trabalhadores.
No I Encontro Latino Americano de Empresas Recuperadas pelos Trabalhadores, ocorrido em 2005, em Caracas na Venezuela, o presidente Hugo Chávez abriu os trabalhos reafirmando a tese de que “fábrica quebrada deve ser fábrica recuperada pelos trabalhadores”.
Esse apoio “é um fato histórico muito importante para o movimento dos trabalhadores, que um presidente se reúna com eles para gerar políticas de emprego, de trabalho digno, de soberania industrial, de direitos e de novas formas de integração entre os povos”, afirma o documento.
A camarada cônsul se comprometeu a entregar pessoalmente a carta ao presidente Hugo Chávez e a tentar agendar uma reunião com ele e os proponentes do II Encontro Latino Americano de Empresas Recuperadas pelos Trabalhadores para impulsionar a organização do evento.
Leia a íntegra da carta (em espanhol), clicando na imagem.

Deixe Seu Comentário