Em defesa da vida dos trabalhadores no Amazonas e no Brasil!

No dia 14/01, o Brasil assistiu escandalizado às imagens de barbárie vindas de Manaus, Amazonas. Após meses de medidas ineficientes por parte do governo para conter a Covid-19, a tragédia atingiu seu ápice com o esgotamento dos estoques de oxigênio nos hospitais e prontos-socorros da cidade.

Longe de ser por acaso, esse acontecimento é apenas a consequência de uma política de morte levada a cabo pelo governo Wilson Lima (PSC) juntamente com o ex-prefeito Arthur Neto (PSDB) e o atual prefeito David Almeida (Avante), em cumplicidade com o governo Bolsonaro. Todos são responsáveis por essa tragédia!

Ao se recusar a suspender todas as atividades não essenciais, ao permitir a reabertura do comércio, bares e restaurantes antes que fosse seguro, e travar uma batalha contra os professores para retomar as aulas presenciais, o governo mostrou a quem realmente serve: os patrões e sua sede de lucro.

Bolsonaro, por sua vez, enviou seu ministro para pressionar profissionais de saúde a receitarem medicamentos inúteis contra a doença. O aumento na demanda de oxigênio já era conhecido quando Eduardo Pazuello esteve na cidade, e mesmo assim nada foi feito.

Com a contaminação desenfreada, uma nova variante do vírus tem se disseminado. Os primeiros estudos mostram que ela pode ser mais contagiosa e tornar mais fácil as reinfecções, aumentando ainda mais a necessidade de atendimento médico, internações e intubações.

É preciso agir em defesa das vidas da classe trabalhadora. Pois os ricos, os patrões das grandes empresas, são tratados em hospitais de ponta privados, transportados por jatos particulares pra qualquer lugar do Brasil, para eles não falta oxigênio, UTIs, testes e os melhores tratamentos. O povo trabalhador é que está morrendo.

O que acontece no Amazonas é o prenúncio do que se preparar em outros Estados. Várias cidades já chegaram ou estão próximas de chegar na superlotação de UTIs e enfermarias. O governo federal, os governos estaduais e prefeitos, a serviço do capital, agem com total descaso.

Convidamos todos a se juntar ao panelaço que está sendo convocado pelas redes sociais para hoje (15/1) às 20h30. Na luta por:

  • Envio imediato de oxigênio para o Amazonas. Abertura de leitos de UTI em todo o país. Toda estrutura médica e hospitalar necessária na rede pública para enfrentar a pandemia.
  • Vacina para todos já!
  • Suspensão completa de todas as atividades não essenciais.
  • Garantia de todos os empregos e salários integrais, assim como de renda para os trabalhadores autônomos e informais.
  • Fora Bolsonaro! Por um governo dos trabalhadores, sem patrões nem generais!
Deixe Seu Comentário