Início / Nossas Lutas | Ver Mais / Vitorioso lançamento da candidatura de Alexandre Mandl, contra o sistema, pela revolução socialista

Vitorioso lançamento da candidatura de Alexandre Mandl, contra o sistema, pela revolução socialista

No dia 25 de agosto, mais de 70 pessoas estiveram presentes no auditório da Fábrica Ocupada Flaskô para participarem do ato de lançamento da candidatura do camarada Alexandre Mandl a deputado federal pela Esquerda Marxista/PSOL.

O camarada Alexandre é advogado de movimentos sociais e sindicais, atuando em várias lutas na região de Campinas e interior de São Paulo. Há 12 anos atua na resistência da Fábrica Ocupada Flaskô e desde 2013 participa da luta dos moradores da Vila Soma em Sumaré. Em 2007 acompanhou por seis meses o processo revolucionário na Venezuela. É mestre em Desenvolvimento Econômico pela UNICAMP e especialista em Direito Constitucional pela PUC-Campinas.

O objetivo principal da candidatura é a agrupar o maior número possível de militantes e ativistas em torno de uma plataforma revolucionária, que se concentra no “Manifesto Contra o Sistema, Pela Revolução Socialista!”. O objetivo é construir as forças do marxismo revolucionário, lutar pela revolução e constituir um ponto de apoio para as lutas das quais já participamos e defendemos.

Por isso, desde a pré-campanha até o momento, já foram realizadas 11 rodas de conversa e cinco debates, reunindo cerca 240 pessoas de diferentes cidades: Sumaré, Paulínia, Campinas, Hortolândia, Araraquara, Rio Claro, Americana, Piracicaba e São Paulo. Em todas essas atividades foram discutidas a situação política, econômica e social do país, o cenário eleitoral, o papel do PSOL, a necessidade de uma revolução socialista e as tarefas e objetivos da candidatura.

Em todas as rodas de conversa e debates, tanto o candidato quanto os militantes da Esquerda Marxista apresentaram o jornal Foice&Martelo e propuseram aos presentes que fizessem uma assinatura. O resultado parcial desse combate é o aumento do número de jornais vendidos por edição e a conquista de novos assinantes. Além disso, já há companheiros e companheiras que estão conhecendo melhor a Esquerda Marxista para se somar à organização!

Lançamento mostrou ânimo revolucionário

A atividade começou com um vídeo de apresentação da candidatura e seguiu com saudações de representantes de movimentos populares e sindicatos, dentre eles Cynthia da Luz do Movimento Nacional de Direitos Humanos, Claudia Pompeu do Sindicato dos Servidores Municipais de Paulínia, Pedro Santinho da Fábrica Ocupada Flaskô, Cris Borges da ocupação Maloca Arte e Cultura, Lilian da ocupação por moradia do Jardim São Francisco, Marcia da ocupação Zumbi dos Palmares em Sumaré, Professor Ricardo da ocupação Vila Soma. Saudaram também o lançamento da candidatura dirigentes do PSOL de Sumaré, Sidney Silva, e de Paulínia, Rose Abreu, candidatos da região e a candidata ao Senado pelo PSOL, Silvia Ferraro.

Uma homenagem póstuma foi feita ao camarada Chico Lessa, que havia sido advogado das fábricas ocupadas Cipla e Interfibra e também aos camaradas operários da Flaskô Luiz Gonzaga de Oliveira (o Caverna) e Arionaldo (o Seu Ari). Homenageamos também a companheira Marielle Franco (PSOL), cujo assassinato continua sem ser desvendado e o companheiro João Zinclair, fotógrafo de Campinas que, entre outros trabalhos, acompanhou a Marcha à Brasília do Movimento das Fábricas Ocupadas e do MST.

Em nome da Esquerda Marxista, o camarada Alex Minoru fez uma saudação destacando a instabilidade política que corre o mundo e que se expressa fortemente no Brasil, o rechaço de boa parte da população às instituições burguesas e ao próprio processo eleitoral, apontando a necessidade de apresentar uma saída revolucionária contra o sistema. Os camaradas Roque Ferreira e Serge Goulart enviaram saudações em vídeo que foram exibidas. Roque também é candidato a deputado federal pela Esquerda Marxista em SP, atuando na região de Bauru. O camarada Serge Goulart foi coordenador do Movimento das Fábricas Ocupadas, além de ser dirigente da Esquerda Marxista e da Corrente Marxista Internacional (CMI) e, em seu vídeo, reforçou que a candidatura do camarada Alexandre é uma candidatura de defesa do programa do marxismo revolucionário, da luta pelo socialismo e pelo comunismo e que tem tudo para ser um sucesso como ponto de apoio para o avanço da construção da organização da classe trabalhadora.

Por fim, o camarada Alexandre Mandl fez uma rápida análise de conjuntura e apresentou os desafios que estão colocados nas diferentes frentes de intervenção. Afirmou que somente denunciando o que significa o capitalismo e mobilizando os trabalhadores e a juventude é que conseguiremos derrotar este sistema e abrir caminho para a organização e a construção de uma sociedade justa, livre e solidária, o socialismo, e que isso não se faz através das repetições dos erros de uma política de conciliação com a burguesia. Explicou ainda que como advogado popular reconhece no Judiciário um instrumento da classe dominante e que isso se expressa não só na prisão arbitrária do Lula (para atender os interesses de uma parcela da burguesia e do imperialismo), mas a todo instante, seja na criminalização da pobreza e dos movimentos sociais, nos processos de reintegração de posse, seja na recente condenação de 23 ativistas de junho de 2013 no RJ. Terminou fazendo um breve relato do que a campanha vem fazendo, como se construiu a pré-campanha, explicando o objetivo das rodas de conversa e concluiu chamado todos os presentes a se integrarem na campanha, na luta contra o sistema e pela revolução socialista!

Independência de classe

Ressaltamos que as candidaturas da Esquerda Marxista não aceitam dinheiro de empresários, banqueiros e latifundiários e que também recusam o dinheiro do Fundo Eleitoral, que é uma verba pública que deveria ser direcionada para a saúde, educação e demais serviços públicos e não para financiar partidos políticos. No nosso entendimento, quem deve financiar os partidos e suas candidaturas são seus filiados e apoiadores, exclusivamente. Além disso, o financiamento estatal é uma forma de “estatizar” os partidos, de torná-los dependentes do dinheiro do Estado. Para os revolucionários isso é a morte, pois não se pode derrubar o Estado burguês dependendo dele para existir.

Portanto, a candidatura do camarada Alexandre e de todos os camaradas da Esquerda Marxista são financiadas única e exclusivamente pelos militantes e trabalhadores que nos apoiam!

Com firmeza nos princípios seguimos intervindo no terreno distorcido da burguesia que são as eleições, para ajudar na elevação da consciência e organização do proletariado.

Leia também...

EM DEFESA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA! Pelo ensino laico, democrático e para todos! LUTAR PELA LIBERDADE DE ENSINAR!

Em defesa das liberdades democráticas Temos o direito constitucional à liberdade de expressão e de …