Início / Artigos / Mundo | Ver Mais / Paquistão: mobilize todas as forças para salvar os militantes sequestrados

Paquistão: mobilize todas as forças para salvar os militantes sequestrados

[Atualização 26/04/18: Acabamos de receber a informação de que 4 dos 7 ativistas marxistas sequestrados no último domingo por esquadrões da morte no Paquistão foram libertados! É evidente que a campanha internacional pressionando as embaixadas paquistanesas em dezenas de países teve um grande impacto. As autoridades do regime autoritário do Paquistão se deram conta de que não poderiam desaparecer com mais estes 7 sem que houvesse uma repercussão internacional muito forte. Esta é uma primeira vitória que deve ser comemorada e queremos agradecer a cada um que fez a sua parte. Isso salvou vidas! Mas não devemos parar. Pelo contrário! Devemos intensificar a pressão sobre a embaixada paquistanesa no Brasil para que libertem com vida os outros 3 camaradas que seguem desaparecidos!]

[Atualização 25/04/18: Recebemos informações de que foram libertados dois dos quatro militantes da seção paquistanesa da CMI sequestrados pelos Rangers nesta terça-feira. Eles estavam manifestando-se pacificamente com outros ativistas e grupos de esquerda em frente ao Clube da Impressa de Karachi, contra os sequestros ocorridos anteriormente, quando foram atacados por militares. Os libertados foram Faras Raj e Jalal Jan, e permanecem presos Yasir Irshad e Shay Razai. Esses dois somam-se aos outros 7 camaradas presos no dia anterior. Os documentos abaixo foram atualizados com essas informações.]

[Atualização 24/04/18: Mais quatro camaradas nossos foram presos nesta terça-feira (24/4) enquanto participavam de uma manifestação em Karachi, no Paquistão, pela reaparição com vida dos 7 camaradas que foram sequestrados pelas forças armadas paquistanesas no último domingo! O modelo de mensagem de repúdio abaixo já inclui o nomes desses novos quatro camaradas. Chega-se assim ao número de 11 camaradas presos ou desaparecidos.]

Os sete militantes socialistas sequestrados pelos Rangers no Paquistão ainda estão detidos. Seus paradeiros permanecem desconhecidos. Todas as medidas possíveis estão sendo tomadas para localizá-los. Nenhuma acusação foi feita e o motivo é que não foi cometido nenhum crime. Eles foram sequestrados devido à sua atividades de solidariedade com o Movimento Pachtun Tahafuz (PTM): um movimento de massa de proporções enormes do povo de Pachtun, que exige saber do paradeiro de 30.000 pessoas que sumiram nos últimos anos, estejam elas aprisionadas ou tenham sido mortas.

Os Rangers são conhecidos pelos seus métodos brutais e a vida destes camaradas estão em risco. A única defesa dos sete é a pressão do movimento proletário e das organizações estudantes no Paquistão e no mundo [Saiba como ajudar aqui]. A nossa campanha tem crescido e estamos recebendo mensagens importantes de solidariedade e apoio do Brasil ao Canadá, da Espanha à Áustria e muitas outras partes do mundo. No Paquistão o líder do PTM emitiu uma declaração exigindo a libertação dos sete hoje, caso contrário eles vão emitir um apelo às massa para uma greve.

Nós iremos emitir uma atualização da situação amanhã. Até lá, por favor continuem a mobilização em todos os países, nas filiais de seus partidos, uniões estudantis e organizações da juventude. Nós não iremos parar até os sete serem libertados.

Tradução: Jéssica Stolfi

Deixe seu comentário

Leia também...

Bolsonaro prepara seu ministério de assalto (sem trocadilhos!)

“Nós, pequenos artesãos burgueses, que trabalhamos com o bom e velho pé-de-cabra, as modestas caixas …