Foto: NINJA

Marielle Franco, presente!

A vereadora Marielle Franco do PSOL no Rio de Janeiro foi assassinada nesta quarta-feira (14/3). Ela vinha denunciando a violência policial nas favelas do Rio, agravadas com a Intervenção. O desrespeito à população, que aparece todo dia nos noticiários, como a destruição das barracas de comércio na Vila Kennedy, a detenção de um morador por desrespeito aos militares durante 36 horas, são exemplos do que está acontecendo diariamente no Rio.

Marielle tinha postado no Twitter o seguinte:

O que está acontecendo agora em Acari é um absurdo! E acontece desde sempre! O 41° batalhão da PM é conhecido como Batalhão da morte. CHEGA de esculachar a população! CHEGA de matarem nossos jovens!

Outra postagem:

Mais um homicídio de um jovem que pode estar entrando para a conta da PM. Matheus Melo estava saindo da igreja. Quantos mais vão precisar morrer para que essa guerra acabe?

Os jornais noticiaram que o assassinato ocorreu com um carro emparelhando ao de Marielle, atirando contra a vereadora e seu motorista e depois indo embora. Cena típica de execução!

A Esquerda Marxista soma-se a todos os protestos contra o assassinato de Marielle. O povo trabalhador e os jovens irão às ruas e não deixarão impune mais esse crime contra o povo, contra os trabalhadores.

  • Marielle, presente!
  • Apuração e punição dos responsáveis!
  • Pelo fim da PM! Comitês de autodefesa dos trabalhadores devem cuidar da segurança!
  • Abaixo a Intervenção! Fora Temer, Pezão e a Assembleia Legislativa!

Deixe seu comentário

Leia também...

Fracassa ataque terrorista contra o presidente venezuelano Maduro

Às 17h41, uma poderosa explosão foi ouvida perto da tribuna onde o presidente venezuelano Nicolás …