Download WordPress Themes, Happy Birthday Wishes

Arquivos do Autor: Luiz Bicalho

Luiz Bicalho

Socialismo, Comunismo e Marxismo

Nos EUA, o governo Trump ataca o “socialismo”. Bolsonaro, no seu discurso de posse no parlatório do Palácio do Planalto, começou dizendo: “E me coloco diante de toda a nação, neste dia, como o dia em que o povo começou a se libertar do socialismo”. Um dia antes da posse, ...

Leia Mais »

As más escolhas de Freixo (PSOL)

Em uma entrevista na Folha de São Paulo sobre  sua candidatura à presidência da Câmara dos Deputados, Marcelo Freixo explica o seu posicionamento sobre o comunismo e o socialismo: Folha: De 2013 pra cá, ascendeu o fantasma do comunismo. Ao que o sr. atribui esse… Freixo: Devaneio. Folha: …fenômeno? Freixo: ...

Leia Mais »

Bolsonaro e o Marxismo

A mídia burguesa critica Bolsonaro por ele declarar o que realmente pensa: que é necessário acabar com o socialismo no país, que é necessário combater o marxismo em todos os locais, principalmente no plano ideológico. Bolsonaro disse em sua posse que aquele era “o dia em que o povo começou ...

Leia Mais »

Safatle: Fascismo sem luta de classes?

Vladimir Safatle, em um vídeo bastante difundido no Youtube, principalmente entre a esquerda, explica o que a seu ver é fascismo1: Culto à violência. Não há fascismo sem a ressureição do Estado-Nação em sua versão paranóica. O fascismo sempre será solidário com a insensibilidade absoluta e a violência com as ...

Leia Mais »

Bonaparte e Bolsonaro: a farsa na repetição histórica

Os dois Napoleões Napoleão Bonaparte assumiu o governo da França em 1799, dez anos após a Revolução Francesa ter deposto o rei e instalado uma república. Ele assumiu e foi respaldado pela maioria da burguesia para restaurar a “ordem” que a revolução tinha destruído e que, constantemente, ameaçava os novos ...

Leia Mais »

O Judiciário e o candidato a Bonaparte

Hegel observa em uma de suas obras que todos os fatos e personagens de grande importância na história do mundo ocorrem, por assim dizer, duas vezes. E esqueceu-se de acrescentar: a primeira vez como tragédia, a segunda como farsa. (Karl Marx, 18 de Brumário de Luiz Bonaparte) Nesses últimos dias a ...

Leia Mais »

Morenismo: sectarismo e adaptação

Moreno nasceu em 1924 e morreu em 1987. Aderiu às teses de Trotsky por volta de 1940 e fundou seu próprio grupo – o Grupo Operário Marxista – em 1944. Em 1948 esteve no 2º Congresso da 4º Internacional em Paris. Ele dirigiu uma fração importante na América Latina da ...

Leia Mais »

A autoproclamada 4º Internacional, de Pablo e Mandel: Uma virada para o ecletismo filosófico (Parte 1)

Em 1996, a “4º Internacional” aprovou um documento intitulado “Nossa Internacional” . Nesse texto, eles explicam a base teórica da sua organização: “Se citando nossas referências históricas ajuda a esclarecer quem somos, nos identificamos com Karl Marx, Friedrich Engels, Rosa Luxemburgo, VI Lenin e Leon Trotsky. Os muitos outros que ...

Leia Mais »

O Jornal e o Partido

Os jornais burgueses Os petistas tem o (mau) costume de classificar a imprensa burguesa de PIG (Partido da Imprensa Golpista). É um erro teórico. Os jornais, e os burgueses em primeiro lugar, nasceram para expressar a opinião política de uma fração da sociedade. No caso da chamada “grande imprensa”, a ...

Leia Mais »

O significado histórico da IV Internacional

A IV Internacional foi fundada em 1938, numa conferência que aprovou o “Programa de Transição”. Depois da 2ª Guerra Mundial, após o assassinato de Trotsky (1940), os erros políticos levaram à destruição da IV como um organismo mundialmente centralizado. Os partidos que tinham crescido durante a 2ª Guerra, dividiram-se ou ...

Leia Mais »