Download WordPress Themes, Happy Birthday Wishes

Arquivos do Autor: Arthur Penna

Arthur Penna

Governo Obrador: muitas promessas, mesmas traições

Muito antes de ser eleito o novo presidente do México, Andrés Manuel López Obrador apresentava-se como um líder de esquerda aparentemente radical, com um discurso que incluía aumento nos gastos com os serviços públicos e acesso universal ao sistema público de ensino superior. Bastaram alguns meses para que a verdadeira ...

Leia Mais »

Nova constituição cubana e o retorno ao capitalismo

No dia 24 de fevereiro deste ano, foi aprovada em Cuba uma nova constituição federal. Ao contrário do que ocorre em quase todos os outros lugares, onde mudanças nas leis têm um caráter simplesmente formalista e não alteram em nada a realidade política, na ilha caribenha as alterações aprovadas por ...

Leia Mais »

Trump, sua muralha e a crise do capital

Muito antes de pôr os pés na Casa Branca, quando ainda disputava as primárias internas do Partido Republicano, o bilionário Donald Trump já prometia a construção de uma muralha na fronteira com o México como uma de suas principais medidas de governo. E quem pagaria por ela seria o país ...

Leia Mais »

O que foi a Frente Negra Brasileira?

Em nome da acumulação primitiva de capital, fazia-se necessário o uso de mão de obra escrava na produção de mercadorias lucrativas nas colônias americanas. Para justificar o sequestro e a brutalização de milhões de seres humanos, as burguesias europeias, apoiadas pela Igreja Católica, dividiram a humanidade de uma forma que ...

Leia Mais »

O que foi o Movimento Negro Unificado

O principal obstáculo para o desenvolvimento da luta dos movimentos antirracistas é a falta de alinhamento destes com a luta de classes e, principalmente, com a luta pelo socialismo. A ausência dessa relação faz com que, frequentemente, os que lutam contra opressões raciais, de gênero ou de orientação sexual sucumbam ...

Leia Mais »

Maio de 1968 na França: revolta no coração do capitalismo

No início do ano de 1968, a burguesia francesa respirava uma calmaria ímpar. Desde o fim da Segunda Guerra Mundial, a possibilidade de novos conflitos armados entre os estados europeus era nula, e as tensões entre americanos e soviéticos na cortina de ferro não passaram disso. Internamente, os serviços públicos ...

Leia Mais »