Download WordPress Themes, Happy Birthday Wishes

Campanhas vão à base explicar a situação e construir a organização

Os candidatos são em geral identificados como aqueles que estão a todo custo atrás de votos para se eleger, conseguir um cargo e usufruir de privilégios. Estes são os candidatos do sistema.

Os marxistas participam das eleições com outro objetivo, o da construção coletiva das forças da revolução, explicando com clareza que pela via eleitoral nenhum problema fundamental dos oprimidos e explorados pelo capital será resolvido, que a única saída é a organização dos trabalhadores para a derrubada do atual regime e a construção de uma sociedade socialista.

As campanhas têm reunido contatos na base, em bairros, locais de trabalho, escolas e universidades, com o foco no fortalecimento da consciência e organização do proletariado. Alguns exemplos:

São Francisco do Sul – SC

Pela internet, um jovem entrou em contato com as campanhas de Adilson Mariano e Mayara Colzani, respectivamente nossos candidatos a deputado federal e estadual em SC. Este jovem se identificou com nossas propostas e organizou visitas e reuniões com seus contatos na cidade. Em uma delas, conseguiu reunir 8 pessoas para debater a situação política e nossas posições. Foram vendidos jornais Foice&Martelo, com interessados em seguir a discussão para construir uma célula da EM na cidade.

Joinville – SC

Nesta cidade, onde a organização tem uma boa implantação e Mariano foi vereador por 16 anos, foram realizadas dezenas de reuniões de nossas candidaturas pelos bairros, em casas de apoiadores, escolas, etc. Uma atividade na Associação de Moradores do bairro Adhemar Garcia contou com a presença de aproximadamente 100 participantes.

Cascavel – PR

A campanha do professor Péricles Ariza tem reunido semanalmente apoiadores na sede municipal do PSOL para ler matérias do jornal Foice&Martelo, debater a situação política e organizar as panfletagens da semana. As panfletagens têm ocorrido em portas de universidades, escolas e terminais de ônibus.

Curitiba – PR

Além de panfletagens da campanha de Péricles, foram realizadas reuniões em bairros de Curitiba. Duas delas, no último mês, em casas de militantes, contaram com 15 participantes em cada uma.

Campinas e Região – SP

Mais de 20 rodas de conversa já foram realizadas nas cidades de Sumaré, Hortolândia, Campinas, Araraquara, Paulínia, Rio Claro, Americana e Valinhos. Reunindo categorias como a dos servidores de Paulínia, de Sumaré, trabalhadores químicos, operários da Fábrica Ocupada Flaskô, além de jovens secundaristas e universitários. Mutirões de panfletagens também têm sido organizados, como o que ocorreu na ocupação Vila Soma, em Sumaré, que conta com 2,5 mil famílias e onde o camarada Alexandre, nosso candidato, é advogado e uma referência política.

São Paulo – SP

A campanha do camarada Caio Dezorzi a federal tem realizado reuniões com estudantes e diferentes categorias de trabalhadores, como a de professores e artistas. Tem participado também de debates com outros candidatos, como o organizado pela Cooperativa Paulista de Teatro. No dia 15 de setembro foi realizada plenária, em conjunto com a candidatura da camarada Lucy a estadual, para discutir a situação política e nossa intervenção nas eleições. Estiveram presentes também representantes da Revolução Brasileira, tendência do PSOL que está engajada na campanha.

Franco da Rocha – SP

No dia 26 de setembro, Lucy realizou uma reunião com estudantes da escola onde estudou, a ETEC Franco da Rocha. 23 jovens passaram seus contatos interessados em prosseguir a discussão. Foram vendidos jornais F&M e também revistas América Socialista.

Bauru – SP

Rodas de conversa com estudantes foram organizadas na cidade e a candidatura participou de encontros com condutores, ferroviários, comerciários e servidores. Roque, nosso candidato, dirigente sindical que por 8 anos foi vereador em Bauru, também tem sido chamado para entrevistas em rádios e TV regionais, expondo uma linha revolucionária.  Em um debate entre 5 candidatos no Colégio Seta, por exemplo, foram vendidos 12 jornais para estudantes. As panfletagens também tem sido um bom instrumento para abrir novos contatos.

Rio de Janeiro – RJ

A campanha do camarada Pedro Corrêa tem se concentrado em escolas secundaristas na região da Tijuca e de Jacarepaguá, como CEFET e Pedro II, além de escolas privadas oriundas de grandes grupos educacionais. Jovens, nas panfletagens, demonstraram curiosidade para saber o que é socialismo, revolução ou sistema capitalista. Para discutir tais temas a partir do exemplo concreto da Revolução Russa, uma das atividades de campanha foi um debate com o tema “Por que a União Soviética Degenerou?”.

Distrito Federal

A campanha de Nathan Belcavello a federal e de Carmem de Oliveira a distrital tem realizado atividades em Brasília, Brazlândia, Ceilândia, Taguatinga e Guará. Em Sobradinho, a campanha de Carmem tem uma boa base, atividades de rua contaram com mais de 50 apoiadores. Também em Sobradinho foi montado um Comitê de campanha e, a cada semana, Carmem e Nathan conversam em média com 10 pessoas sobre diferentes temas políticos. Ambos têm dialogado ainda intensamente com suas categorias do serviço público.

Deixe Seu Comentário
x

Confira Também

Nossa frente única e a deles

Parlamentares da Câmara e do Senado, em coalizão com o Governo Bolsonaro, avançam a tramitação ...