Hamid Alizadeh

Fermentação revolucionária nas profundezas da sociedade iraniana

Dia 2 de janeiro continuavam os protestos pelo quinto dia consecutivo em todo o Irã. Enquanto isso, as forças de segurança adotaram uma posição mais dura. No quinto dia os protestos pareciam haver diminuído ligeiramente em tamanho, parcialmente devido ao aumento da repressão e parcialmente devido à ausência de um …

Leia Mais »

Regime iraniano abalado por novo movimento de massas

Nos últimos quatro dias, o Irã viu os protestos mais envolventes desde a Revolução de 1979. Embora ainda seja menor em tamanho do que o movimento Verde de 2009, espalhou-se muito além das principais áreas urbanas das grandes cidades – onde esteve essencialmente . É uma mudança de maré que …

Leia Mais »

A hipocrisia fétida do ataque de Trump na Síria

Dia 6 de abril, a marinha americana lançou uma série de ataques com mísseis contra a base aérea de Al Shayrat, localizada no centro da região síria de Homs. Sete pessoas teriam morrido e vários jatos militares teriam sido danificados no ataque.

Leia Mais »

Chile: Continua a greve por tempo indeterminado na maior mina de cobre do mundo!

Há 46 anos, durante o governo de Salvador Allende, uma votação unânime no Congresso nacionalizou o cobre chileno. Durante a ditadura assassina de Pinochet, abriu-se caminho ao investimento estrangeiro que atualmente responde por mais de dois terços dos lucros de produção e dos empregados no setor. Mesmo assim o que …

Leia Mais »

Revolução Russa – Às vésperas da Revolução de Fevereiro

Na manhã de 30 de dezembro de 1916, o povo de Petrogrado acordou com a notícia de que o infame padre Gregori Rasputin havia sido assassinado com veneno. Rasputin era um charlatão, bêbado e assediador em série de esposas e filhas da classe alta, mas o mais importante é que …

Leia Mais »

Crise total no Egito

Mais uma vez o Egito está à beira de uma importante virada. Três anos depois que Abdel Fatah al-Sisi chegou ao poder, seu regime está sendo engolido pela crise em todos os níveis.

Leia Mais »