Coletivo Educadores pelo Socialismo

Governo Alckmin superlota e fecha milhares de salas de aula em SP

Em 2018 os docentes que atuam na educação básica do Estado de SP novamente começam o ano com milhares de salas fechadas nas escolas, superlotação e desemprego à vista. Mesmo com espaço físico disponível, o governo Alckmin proíbe as escolas de reduzirem o número de alunos por sala, superlotando e …

Leia Mais »

Sobre a origem e significa do Contrato de Impacto Social (CIS)

Desde o fim de novembro, o governo Alckmin e o Secretário da Educação Nalini deram início ao projeto de Contrato de Impacto Social (CIS) no Estado de São Paulo, que prevê a contratação de empresas, ONGs e afins para gerirem cerca de 61 escolas estaduais da região metropolitana a partir …

Leia Mais »

Por que os trabalhadores devem repudiar o PLS 116/17, que prevê a demissão de servidores?

No dia 4 de outubro de 2017, foi aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Congresso Nacional o Projeto de Lei do Senado (PLS) 116/17, de autoria de Lasier Martins (PSD), um substituto ao projeto da senadora Maria do Carmo Alves (DEM), ambos prevendo a demissão de servidores públicos …

Leia Mais »

Governo Alckmin tenta aplicar a Reforma do Ensino Médio em 80 escolas paulistas

Na última semana professores de nosso coletivo foram surpreendidos. A Secretaria de Estado da Educação de São Paulo (SEE-SP) apresentou, em algumas escolas onde trabalhamos na capital paulista, a proposta da Escola de Tempo Integral (ETI) do governo Alckmin a ser discutida pela comunidade escolar.

Leia Mais »

Eleições APEOESP 2017: balanço e perspectivas

No dia 25 de maio de 2017, ocorreram as eleições do maior sindicato da América Latina, a APEOESP, Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo. As eleições ocorreram em meio a um momento conturbado, de alta polarização política e de construção da luta contra os ataques …

Leia Mais »

Pela completa retirada da PEC da Previdência!

Após as mobilizações que levaram centenas de milhares de trabalhadores às ruas no dia 15 de março de 2017, o governo Temer e a burguesia brasileira adotam uma medida estratégica: retirar os servidores públicos estaduais e municipais da luta contra a Reforma da Previdência. Perante essa situação muitos dirão: Vencemos! …

Leia Mais »