Aumento no transporte público de Joinville: Nada de NOVO com Adriano Silva

Na última terça-feira (21), foi anunciado pela prefeitura de Joinville, SC, o aumento da passagem de ônibus embarcada de R$ 4,90 para R$ 5,00. O aumento entrará em vigor a partir do dia 1º de janeiro de 2022.

O atual prefeito, e empresário, Adriano Silva (NOVO) serve diretamente à burguesia local, ajudando as empresas Gidion e Transtusa a continuarem com seu monopólio sobre o transporte público na cidade. Há anos essas empresas exploram os trabalhadores de Joinville que precisam se locomover de ônibus, aumentando constantemente as tarifas, oferecendo carros precários e insuficientes, ocasionando em superlotação principalmente nos horários de pico.

Recentemente fizemos postagens nas redes sociais da Liberdade e Luta destacando a liberação de 100% da capacidade de lotação sem o aumento de mais ônibus circulando em meio à pandemia.  Como aponta a nota, “a liberação da lotação completa dos ônibus demonstra que o único interesse destas empresas, com apoio da prefeitura, é lucrar. Neste sistema, o lucro dos patrões está acima de qualquer condição, mesmo que esta coloque a vida de centenas de trabalhadores em risco.

Nós, da Liberdade e Luta e da Esquerda Marxista, defendemos serviços públicos e gratuitos para todos! Não aceitamos nenhum aumento nos valores de transporte e outros serviços. Não aceitamos que a classe trabalhadora seja explorada por empresas que coloquem nossas vidas em risco. Devemos nos mobilizar e exigir a anulação do aumento da tarifa, a ampliação da oferta de ônibus para garantir a segurança daqueles que necessitam se locomover em meio à pandemia e pela estatização do transporte público!

Deixe Seu Comentário