As trabalhadoras não são bucha de canhão! Contra o assédio, a exploração e pelo direito à vida!

Na última segunda feira (27/4), a população de Campina Grande, Paraíba, presenciou um show de horrores nas ruas do comércio da cidade.

Um ato chamado pelos comerciantes da cidade apresentou orações e trabalhadores ajoelhados, pedindo a reabertura do comércio. A ação se deu juntamente ao pedido da Câmara de Dirigentes Lojistas da cidade ao Tribunal de Justiça da Paraíba, buscando a reabertura do comércio local. A alegação é a mesma entoada pelos patrões em todo o país: iremos quebrar se o isolamento e o fechamento do comércio permanecerem!

Nada mais hipócrita, afinal, esses mesmos comerciantes desfilam em atos dentro de seus carros fechados exigindo o “direito ao trabalho”, ficam isolados em suas casas confortáveis, chácaras e casas de praia, não utilizam o serviço público de saúde e nem andam em ônibus lotados por horas até chegar ao trabalho.

Quando clamam pelo direito ao trabalho, exigem, na verdade, o direito de voltar a explorar seus funcionários, em condições inseguras, para lhes garantir o lucro no final do mês.

As mulheres representam grande parte da força de trabalho no setor do comércio, assim como nos serviços e na saúde. A crise da Covid-19 nos ataca frontalmente, seja através da falta de trabalho e renda, seja na linha de frente dos serviços de saúde, seja ainda em casa, vítimas da violência doméstica que se acentua diante do atual cenário.

Assim como vem ocorrendo em outros estados, a epidemia atinge níveis terríveis na Paraíba e é necessário que os trabalhadores não essenciais tenham o direito de ficar em casa e aqueles que não o podem fazer – em função do trabalho desempenhado – devem ter as condições necessárias para passar por essa crise sem perder a sua vida e dos familiares.

Nesse momento agudo, tem ficado cada vez mais evidente a necessidade de um Programa Emergencial que atenda às necessidades da classe trabalhadora, e a organização da luta pela derrubada do governo Bolsonaro que, assim como o sistema que ele representa, nada tem a nos oferecer exceto a barbárie.

  • Fora Bolsonaro!
  • Por um governo socialista dos trabalhadores sem patrões nem generais!

Fonte: <https://www.brasildefatopb.com.br/2020/04/28/comerciarios-sao-obrigados-a-se-ajoelhar-pedindo-reabertura-do-comercio-em-cg>

Deixe Seu Comentário