Mundo

Grã-Bretanha: a repressão durante a coroação – um carnaval de reação

O nauseante nacionalismo em torno das celebrações da coroação na Grã-Bretanha foi acompanhado por uma série de prisões arbitrárias. A classe dominante está se preparando para as batalhas que virão. Os trabalhadores e os jovens devem reagir com uma luta de classes militante.

Leia Mais »

A greve dos roteiristas de Hollywood e a luta contra a burguesia

Os roteiristas de Hollywood estão em greve. Na noite de 1º de maio, a Writers Guild of America (WGA, algo como Associação de Roteiristas da América, em português) anunciou que não se havia chegado a um acordo nas negociações com algumas das maiores produtoras de cinema e televisão, entre as quais Apple, Netflix, Amazon, Disney, Warner Bros., Discovery, Sony, Paramount e NBC Universal, representadas pela Alliance of Motion Picture and Television Producers (AMPTP). Com isso, o sindicato, do qual fazem parte cerca 11.500 pessoas, anunciou a paralisação dos trabalhadores a partir do dia seguinte.

Leia Mais »

Grã-Bretanha: abolir a monarquia! Por uma república socialista!

Com a classe trabalhadora enfrentando ataques violentos aos salários, condições e serviços públicos, o espalhafatoso carnaval da coroação de Charles III está sendo recebido com apatia e repulsa. O Socialist Appeal apoia a abolição total da monarquia e uma república socialista da Grã-Bretanha!

Leia Mais »

Chile: governo Boric abre o caminho à reação

Nós marxistas advertimos, desde o primeiro dia, que o governo de Gabriel Boric está dançando ao ritmo da direita. Desde o segundo turno da eleição presidencial denunciamos a utilização populista da questão da imigração e da segurança pública na campanha. Com este tipo de agenda repressiva ele pretende ganhar o apoio de setores moderados ou despolitizados, subtraindo-os à direita. No fim das contas, só leva mais água ao moinho da reação e da ultradireita. Na semana passada, sob o impulso de uma lei do gatilho conivente para os carabineiros, conhecida como Lei Nain-Retamal, o presidente Boric lidera uma política ultrapassada de traições e reviravoltas.

Leia Mais »

França: “apaziguamento” ou revolução?

Durante seu discurso televisionado em 17 de abril, o presidente francês Emmanuel Macron tentou superar o clamor em torno da recente reforma previdenciária, prometendo o impossível a todos aqueles que, desde 19 de janeiro, se mobilizaram nas ruas e estão em greve contra esse projeto de lei. Poucas pessoas prestam …

Leia Mais »

A injustiça contra Johana González continua

Desde abril de 2022, a ex-funcionária da PDVSA, Johana González, tinha um mandato de liberdade a seu favor. Já cumprindo um ano desde a expedição do mandato pelo Tribunal, ela permanece detida de maneira arbitrária, ilegal e inconstitucional no INOF, porque o Ministério de Serviços Penitenciários não executou a ordem, contrariando, assim, o artigo 44 da Constituição da República Bolivariana da Venezuela que estabelece que pessoa alguma permanecerá presa depois de tal ordem de liberdade, podendo isso ser entendido como um sequestro desta venezuelana.

Leia Mais »

Estados Unidos: prisão de Trump aprofunda crise do regime

A situação política dos Estados Unidos está cada vez mais convulsiva. Pela primeira vez na história do país, acusações criminais foram feitas contra um ex-presidente. O fato de Donald Trump ser o atual favorito para a corrida presidencial pelo Partido Republicano em 2024 aprofunda ainda mais a crise do regime.

Leia Mais »

Congresso da CGT na França: a esquerda na ofensiva

O 53º Congresso da CGT [Confederação Geral do Trabalho], realizado no final de março, marcou uma virada na história dessa confederação sindical. Os 942 delegados se dividiram entre a esquerda e a direita, e se enfrentaram durante os quatro dias. Acima de tudo, a ala esquerda parecia mais forte e mais na ofensiva do que nunca, mesmo que a ala direita tenha conseguido manter o controle da direção e colocar um dos seus, Sophie Binet, como secretária-geral.

Leia Mais »

França: lições do 28 de março

Outro dia de ação foi realizado na terça-feira (28) para se opor ao podre regime de Emmanuel Macron que, na semana passada, impôs o aumento da idade de aposentadoria francesa. A luta continua forte, evidenciada pelos milhões de pessoas que saíram às ruas. Mas, para que os trabalhadores e a juventude saiam vitoriosos em suas batalhas contra Macron, os velhos e falidos métodos dos dirigentes sindicais não serão suficientes. Confira o um balanço da última mobilização feito pelos nossos camaradas da seção francesa da Corrente Marxista Internacional (CMI), Révolution.

Leia Mais »

Megagreve em 27 de março deve paralisar a Alemanha

Desde o início do ano, aumentou a frequência das greves na Alemanha. Primeiro os carteiros, depois os funcionários do setor público e agora os ferroviários entraram em ação. As razões para isso são óbvias: a crise econômica, o aumento massivo dos preços e as perdas salariais reais dos últimos anos. Em 27 de março, uma grande greve irá acontecer, organizada pelo Ver.di (o segundo maior sindicato da Alemanha) e pelo sindicato ferroviário e de transporte (EVG). Isso envolverá motoristas de ônibus e trens, bem como trabalhadores de rodovias e aeroportos.

Leia Mais »