Sindical

Eleições para diretores escolares: uma farsa aprimorada

Nos dias 3 e 4 de dezembro ocorreram em todas as escolas da rede estadual de educação de Santa Catarina eleições para a escolha dos diretores escolares. Nessas eleições, votaram os trabalhadores em educação, estudantes e pais de estudantes. Os diretores “eleitos” terão mandato de três anos para o exercício da função.

Leia Mais »

O completo fracasso do XII Congresso do Sinte/SC

A Corrente Sindical Esquerda Marxista, da Organização Comunista Internacionalista (OCI), esteve presente no XII Congresso do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte/SC), em Urubici, nos dias 15, 16 e 17 de novembro. Com todas as barreiras impostas pela burocracia, realizamos nossa intervenção e diálogo com os trabalhadores presentes defendendo a independência e liberdade sindical.

Leia Mais »

Aos companheiros que constroem a oposição sindical do Sinte/SC: a questão da proporcionalidade

Nós da Corrente Sindical Esquerda Marxista, agora Organização Comunista Internacionalista (OCI), somos contra a proporcionalidade no Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte/SC). Temos acordo com a proporcionalidade em entidades representativas, que têm como função unificar todas as categorias da nossa classe, a exemplo da CUT. No entanto, esse não é o caso do Sinte e de nenhum outro sindicato de base que elege a direção da entidade no voto direto. Os dirigentes do sindicato de base precisam estar cotidianamente em contato com sua categoria, ser reconhecidos, cobrados, mantidos ou substituídos a qualquer tempo!

Leia Mais »

Intervenção dos comunistas na CUT

Artigo publicado originalmente no jornal Tempo de Revolução 32, de outubro de 2023. Faça sua assinatura e apoie a imprensa comunista. Em 2023, a CUT completa 40 anos de sua fundação e realiza o seu 14º Congresso Nacional, entre os dias 19 a 22 de outubro, em São Paulo. As …

Leia Mais »

Contra o projeto do vereador Wiliam Tonezi que ataca a organização dos servidores de joinville

No dia 29 de agosto, o vereador Wilian Tonezi (Patriota) encaminhou na Câmara de Vereadores de Joinville o projeto de lei complementar 31/2023, que propõe alteração do Estatuto dos Servidores em relação à licença para dirigir o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Joinville (Sinsej). Objetivamente, a alteração proposta é que a remuneração dos representantes sindicais fique a cargo da entidade sindical.

Leia Mais »

A luta contra a privatização da CPTM e o combate dos marxistas

Em todo o mundo, a burguesia busca descarregar o peso da crise do capital sobre as costas da juventude e da classe trabalhadora. Como resultado, vimos uma onda de ataques semelhantes em diversos países: reformas trabalhistas, privatizações, reformas da previdência etc. É nesse contexto que se desenvolve o combate entre Tarcísio de Freitas (Republicanos) e a classe trabalhadora em São Paulo. No período de crise, as privatizações são uma das formas da classe dominante de retomar em suas mãos uma parte maior da riqueza social. O salário indireto na forma de serviços públicos que o Estado burguês é obrigado a ofertar em diferentes medidas no desenrolar da luta de classes.

Leia Mais »

Sinte tenta boicotar credenciamento de delegado no 14º CECUT

Nesta sexta-feira (1º/9) e sábado (2/9) acontece em Florianópolis o 14º Congresso Estadual da CUT (CECUT). A Corrente Sindical Esquerda Marxista (CSEM) participa com uma delegação de trabalhadores da Prefeitura de Joinville, da rede estadual de educação e da Companhia Águas de Joinville. A preparação para este evento, que antecede o Congresso Nacional da CUT, começou em maio com a tirada de delegados nas bases dos sindicatos filiados à Central. Tal foi nossa surpresa quando, na manhã desta sexta, o professor Maciel Frigoto, delegado da CSEM pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte) foi impedido de se credenciar como delegado. A situação impediu o delegado de participar de boa parte do congresso e só foi resolvida próximo às 17 horas deste primeiro dia, após muitos protestos.

Leia Mais »

Sindicato dos Metroviários de São Paulo vacila novamente!

Após o indicativo de greve estabelecido na assembleia do dia 13 de julho de 2023, a população de São Paulo esperava atenta por uma nova greve da categoria metroviária no dia 15 de agosto. Entretanto, a decisão da última segunda feira (14/8) por 78,8% dos votos aprovou a suspensão da greve, com 1.943 trabalhadores seguindo a orientação proposta pela diretoria do sindicato, apresentada pela presidente Camila Lisboa (Resistência) e pelo vice-presidente Narciso Soares (PSTU). Na última assembleia, alguns diretores e a oposição discursaram sobre a necessidade da realização da greve e foram acompanhados de 469 votos por manter e iniciar a greve a partir da zero hora do dia 15 de agosto.

Leia Mais »

Falso reajuste, golpe do abono complementar e o desmonte do Centro Paula Souza – Construir a mobilização por Fora Tarcísio

O governador do Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas, sancionou no dia 11 de julho de 2023 a Lei 1.388/2023 que supostamente reajusta os salários de todo o funcionalismo público do estado de São Paulo em 6%. Como veremos, isso é falso para boa parte dos servidores públicos do estado, que têm seus salários incrementados pelo abono complementar, um estratagema burocrático que diminui os vencimentos dos servidores. Além disso, avança na política de destruição dos serviços públicos por meio do desmonte do Centro Paula Souza, um dos pontos que mobiliza a atual greve das Etecs e Fatecs. 

Leia Mais »