Movimento Negro

Entrevista: Felipe Araujo, novo coordenador do Movimento Negro Socialista

Diante de novos dilemas colocados na luta antirracista, o Movimento Negro Socialista definiu um novo coordenador no mês de março. Felipe Araujo, morador da periferia carioca, assume a função depois de militar durante oito anos sob a bandeira que agora lidera. Contando com o apoio dos lutadores que iniciaram o …

Leia Mais »

Não aceitamos as mordaças de Holiday

Holiday, vereador recém-empossado em São Paulo, é o negro que a Casa Grande gosta, inimigo dos trabalhadores e dos negros pobres. Holiday, Bolsonaro e Temer tentam impor a “Lei da Mordaça” nas escolas para precarizar ainda mais a educação, restringindo mais aos pobres o acesso ao conhecimento acumulado pela humanidade.

Leia Mais »

O racismo faz mais vítimas: Nem dentro das escolas nossos jovens estão seguros

Nesta quinta-feira (30/3), uma adolescente foi morta dentro de uma escola, no bairro de Acarí, no Rio de Janeiro. Maria Eduarda, de apenas 13 anos, foi atingida por três balas, enquanto treinava na quadra da escola. No lado de fora, no muro da escola, a polícia disparava contra os acusados …

Leia Mais »

Tribunais raciais em ação no Brasil

A CBN publicou em seu site no dia 3 de março uma matéria mostrando que candidatos negros para vaga por cotas na Universidade de Brasília deixaram de ser negros para vagas por cotas em concurso para ser servidor público. Como isto aconteceu? Para isto é preciso explicar um pouco o …

Leia Mais »

A Guerra dos Turbantes

Vivemos agora, quando o mundo do trabalho conhece ofensiva de intensidade violenta, um estranho confronto, a “Guerra dos Turbantes”, de conteúdo ideológico e sentido que expressa e alimenta a fragilidade do movimento social no Brasil.

Leia Mais »

A Revolta da Chibata

A Revolta da Chibata foi mais um dos muitos episódios que as classes dominantes fizeram questão de tentar apagar da história das revoltas e revoluções populares. 

Leia Mais »

Das senzalas para as fábricas, a opressão continua

Com o fim oficial da escravidão, venceu-se o chicote e o tronco do feitor. Contudo os negros não tinham terras nem propriedades. O que restava a eles era vender sua força de trabalho para os mesmos latifundiários que antes os escravizavam, nas fazendas ou nas fábricas.

Leia Mais »