A mulher no meio revolucionário

Nota: O artigo publicado foi produzido após discussão em um Comitê Fora Bolsonaro de São Paulo e apresenta opiniões exclusiva de seu autor. Para conhecer as posições da Esquerda Marxista, indicamos a leitura dos artigos do Blog Mulheres Pelo Socialismo. Leia mais artigos produzidos pelos Comitês de Ação pelo Fora Bolsonaro aqui.

A participação de mulheres na luta de classes é de total importância e vem florescendo cada vez mais no marxismo e feminismo. O sistema capitalista não oprime somente em circunstâncias econômicas, mas também em sociedade, principalmente quando falamos em papéis de gênero. 

No século 20, a categoria mais explorada no mercado de trabalho era a de operárias, que recebiam salários inferiores aos dos homens e trabalhavam em situações de assédio sexual e moral. No entanto, a maioria das trabalhadoras não aceitavam a opressão e a desigualdade salarial, fatores que resultaram no processo de luta contra o patriarcado e capitalismo, em defesa de seus direitos e interesses. 

Ao longo do tempo muitas de nós buscamos por emancipação e espaço mais igualitário, lutando sem cessar contra o patriarcado e a exploração de classes. Nessas e em outras questões o movimento feminista socialista se faz essencial não só para mulheres, mas para acabar com o capitalismo, machismo e escravismo num todo. 

Deixe Seu Comentário