Neste vídeo você assiste a saudação e o depoimento de Esteban Volkov, neto de Trotsky, gravados no Museu Casa Leon Trotsky, no México, sobre o livro Stalin, última obra de seu avô.

Campanha Financeira para Lançamento
do Livro Inédito de Leon Trotsky

No centenário da Revolução Russa, num momento em que o capitalismo passa por uma crise mundial, levando a confrontos cada vez mais violentos entre a burguesia e classe trabalhadora,num momento em que cada vez mais trabalhadores buscam uma saída, a Editora Marxista  e a editora Movimento, se unem para lançar no Brasil uma edição em português do livro Stalin, uma biografia escrita pelo grande revolucionário russo Leon Trotsky.

Em 20 de agosto de 1940, época em que escrevia este livro, Trotsky foi brutalmente assassinado por um agente stalinista. Depois de sua morte, os editores estadunidenses, colocaram Malamuth (até então tradutor) no comando, não somente da tradução, como também da “edição” do livro final. Os editores tinham objetivos comerciais e pouco importava o que Trotsky pensava.

O resultado foi uma enorme distorção nas idéias de Trotsky. Apesar da luta de sua família contra a publicação da obra adulterada, só agora será feita justiça.

Graças a um trabalho minucioso baseado nos manuscritos originais em russo, que tomou cerca de 10 anos e envolveu muitos camaradas da Corrente Marxista Internacional e apoiadores, sob a direção de Alan Woods, pretendemos oferecer aos leitores a versão mais completa do livro jamais publicada, livre das distorções de Malamuth.

Como um princípio político, defendemos a nossa absoluta independência financeira, como condição essencial para mantermos a nossa independência política. Não aceitamos dinheiro nem favores de patrões ou de governos.

 

Pedimos a todos os que se interessam pela história da luta de classes, pela teoria marxista e, acima de tudo, aos que combatem pela revolução socialista, que adquiram seus exemplares e contribuam e nos ajudem nesta batalha.

Já neste vídeo trazemos um depoimento dos dois editores responsáveis pela publicação no Brasil, Roberto Robaina (Editora Movimento) e Serge Goulart (Editora Marxista), falando sobre a importância deste empreendimento.

Deixe seu comentário