Início / Luta de Classes | Ver Mais / Zé Dirceu e Genoino, sem nenhum combate se entregam à Santa Inquisição

Zé Dirceu e Genoino, sem nenhum combate se entregam à Santa Inquisição

Os marxistas sempre foram e são favoráveis à mais ampla democracia. Mas têm claro o limite da democracia burguesa com seus festivais de falsa participação popular e de pretensa decisão nas mãos dos “eleitores”. Assim, se defendemos a democracia, defendemos o direito das amplas massas expropriarem o capital e construírem uma nova sociedade, uma sociedade socialista.

Os marxistas sempre foram e são favoráveis à mais ampla democracia. Mas têm claro o limite da democracia burguesa com seus festivais de falsa participação popular e de pretensa decisão nas mãos dos “eleitores”. Assim, se defendemos a democracia, defendemos o direito das amplas massas expropriarem o capital e construírem uma nova sociedade, uma sociedade socialista.

As declarações de Genoino, Zé Dirceu e Rui Falcão sobre a decisão do STF, têm uma coisa em comum – abandonam o socialismo e fazem da democracia e do Estado democrático o seu fim. O resultado disso é sua impotência frente ao Estado burguês, à mídia burguesa e à burguesia como um todo.

Prostrados politicamente, apelam para regras e direitos que foram e são espezinhados diariamente, não só no seu caso, mas no dia a dia de todo trabalhador. O jovem que foi morto pela PM e perguntou ao soldado “por que o senhor atirou em mim?” estava surpreso porque a PM supostamente criada para defender a ordem pública era na prática a violadora desta ordem para manter a classe trabalhadora atemorizada.

Reproduzimos abaixo a declaração de Genoino para ir direto ao ponto. Disse ele ao ser preso:

“Com indignação, cumpro as decisões do STF e reitero que sou inocente, não tendo praticado nenhum crime. Fui condenado porque estava exercendo a presidência do PT. Do que me acusam, não existem provas. O empréstimo que avalizei foi registrado e quitado.

Fui condenado previamente numa operação midiática inédita na história do Brasil. E me julgaram num processo marcado por injustiças e desrespeito às regras do Estado democrático de direito.

Por tudo isso me considero preso político.

Aonde for e quando for defenderei minha trajetória de luta permanente por um Brasil mais justo, democrático e soberano”.

Toda a indignação de Genoino, bem como a surpresa do jovem que morreu baleado pela polícia, é autêntica e correta. Mas, se o jovem não teve tempo de aprender o que era a burguesia, o seu Estado, a sua democracia e o seu “estado de direito”, Genoino está cansado de saber disso. E aí, tanto ele como Dirceu e Falcão, que abandonam o socialismo, abandonam a crítica ao Estado burguês e ao seu “estado de direito”, ficam prostrados com a situação.

A aparente hipocrisia de Lula que chora a prisão de Genoino e ao mesmo tempo festeja que ela aconteça agora para não atrapalhar a eleição de Dilma em 2014 é parte do mesmo processo. 

A única coisa que poderia retirar Dirceu e Genoino da prisão seria o combate contra a repressão, contra as leis de exceção que ainda vigoram, como a LSN, e em defesa de todos os movimentos sociais que o Ministro da Justiça filiado ao PT procura criminalizar.

Sim, a única defesa possível para Genoino e Dirceu é o combate decidido pelo socialismo. A defesa do “estado de direito” e da democracia burguesa só podiam levar aonde levaram: à prisão dos dois, ao choro-riso hipócrita e impotente de Lula.

Os marxistas seguem defendendo o socialismo e estão em campanha contra a repressão que atinge a juventude, os trabalhadores e os movimentos sociais.

Deixe seu comentário

Leia também...

Livraria Marxista exibe “O Jovem Marx”, humano e coerente com o método dialético

Dispostos no chão e em cadeiras no auditório da Livraria Marxista, cerca de 30 pessoas …