Início / Artigos / Internacional / Venezuela: Maduro vence! Capriles exigirá recontagem de votos! Alerta geral: avançar a revolução!

Venezuela: Maduro vence! Capriles exigirá recontagem de votos! Alerta geral: avançar a revolução!

Maduro obteve 7.505.338 votos, Capriles 7.270.403. Isso com 99,12% dos votos apurados. Capriles promete que exigirá recontagem, Jorge Ramirez, dirigente do PSUV chama o povo para as ruas para garantir o resultado das eleições.  

A revolução está perdendo impulso! A direita não cessará seus ataques e provocações. Para reanimar a revolução, medidas concretas devem ser tomadas. A conciliação só podetrá levar à contrarrevolução e esta poderá levar a um perigoso momento de desesperação combinado com descrédito e apatia. O perigo cada vez mais se aproxima. 

O mundo está em crise, as massas estão em ascensão, mas estão ainda sob controle das direções tradicionais e dos aparelhos. Todo apoio e solidariedade internacional, contra a direita e o imperialismo ajudará a alimentar a revolução venezuelana, mas as batalhas decisivas só podem ser travadas por seu heroico povo trabalhador das cidades e do campo.

Há uma divisão desde o alto até abaixo na sociedade venezuelana. Parece que se atingiu a pico do processo via caminho eleitoral.

Se a revolução não é levada às ultimas consequências e as massas exploradas e oprimidas, com o proletariado à sua frente, não tomam o poder e se dá inicio à tomada da grande propriedade privada, bancos, indústrias e latifúndios, a revolução retrocederá. A CMI, a Esquerda Marxista já afirmaram isso por várias e seguidas vezes. A tese de que de eleição em eleição se aproxima da revolução não passa de uma enganosa política que tem como pressuposto a democracia burguesa e que esta deve ser o meio para se erguer o novo poder socialista: esta ideia está comprovadamente equivocada.

O atual resultado eleitoral na Venezuela indica que a revolução aproximou-se perigosamente de seu ápice e que a qualquer momento podem estalar conflitos entre os revolucionários e os “escuálidos”. Se Maduro e o PSUV, a sua burocracia, temerosos frente à direita recuarem e forem na direção da conciliação, da concertação indicada pelos reformistas do mundo todo, a começar de Lula, certamente a revolução descarrilará e a luta será cada vez mais aguda e trará cada vez mais sofrimentos ao povo. Se as massas perceberem que suas conquistas estão em perigo e forem à frente, um sopro de ar fresco poderá fazer a revolução saltar até mais adiante.

De qualquer modo o central é que os marxista sigam construindo uma organização que se coloque à altura das tarefas que o momento está cada vez mais a exigir.

Nenhuma trégua à burguesia!

A batalha dos marxistas deve se dar para ganhar a maioria dos sinceros e honestos revolucionários no interior do PSUV para preparar a tomada do poder e convocar uma Assembleia de operários, soldados e camponeses revolucionários para que tomem as decisões para dar pão, trabalho e terra ao povo venezuelano! Tomar as grandes propriedades produtivas, os bancos e começar a planificação da economia!

Deixe seu comentário

Leia também...

Argentina: nossa posição diante das eleições primárias abertas

Atualmente, nós da classe trabalhadora, estudantes e camponeses vivemos uma forte investida da direita em …