Início / Luta de Classes / Solidariedade contra o ataque fascista à sede do PT em SP

Solidariedade contra o ataque fascista à sede do PT em SP

A Esquerda Marxista vem mais uma vez a público manifestar seu repúdio a mais um ataque fascista contra uma sede do Partido dos Trabalhadores em São Paulo. Este é o segundo ataque contra o PT em 2015.

A Esquerda Marxista vem mais uma vez a público manifestar seu repúdio a mais um ataque fascista contra uma sede do Partido dos Trabalhadores em São Paulo. Este é o segundo ataque contra o PT em 2015.

O primeiro ataque correu no domingo, dia 15 de março, na cidade de Jundiaí, interior do estado de São Paulo. Foi lançado contra a sede do PT daquela cidade um coquetel Molotov que incendiou parcialmente o local queimando documentos, móveis e outros objetos. As paredes externas da fachada e o muro lateral foram pichados com Fora PT. Publicamos, no dia seguinte, nota de repúdio ao ato em http://www.marxismo.org.br/blog/2015/03/16/repudio-ao-ataque-de-direita-contra-sede-do-pt-de-jundiai

Ontem, 26 de março, uma bomba caseira foi lançada contra o Diretório do Zonal do PT do centro da cidade de São Paulo, no bairro da Bela Vista.

No ano passado a Esquerda Marxista teve sua sede na cidade de Bauru, interior de São Paulo, atacada por fascistas.

Ações desse fascistas deste tipo devem ser repelidas pelo conjunto das organizações que lutam em defesa dos direitos dos trabalhadores e da juventude e que prezam as liberdades democráticas.

O ataque a um é um ataque a todos. Como explicamos anteriormente a aliança do PT com partidos da burguesia e a aplicação dos planos de austeridade contra o povo, são os principais fatores que enfraquecem este partido. E é neste momento que atacam violentamente os setores mais reacionários expressando seu profundo ódio contra o partido e o governo Dilma, na verdade contra a classe trabalhadora e suas organizações.

Estes setores reacionários se aproveitam da atual situação econômica, política e social, da política do governo Dilma e da prostração da direção do PT frente a todas as acusações que sofre, para lançar ações violentas de ataque aos diretórios do PT, para tentar acuar e amedrontar os que lutam, para fazer com que todas as organizações de esquerda se intimidem.

Reafirmamos que a nossa unidade na luta pelas reivindicações, contra os ataques aos direitos, é a principal arma para combater a direita.

A Esquerda Marxista está inteiramente solidária com o PT contra esses ataques fascistas. E reafirmamos nossa opinião de que é preciso organizar e mobilizar para enfrentar a direita em todos as suas variantes. Os ataques vão continuar, todos sabem. O PT se desejar defender-se tem que apelar aos trabalhadores e à juventude. Mas, não pode fazê-lo atacando direitos, privatizando e sendo conivente com a repressão generalizada e a criminalização crescente dos movimentos sociais.

É preciso parar os ataques com manifestações de rua, A defesa das liberdades democráticas é tarefa da classe trabalhadora.

Abaixo os fascistas!

Abaixo o capitalismo!

Viva a luta pelo socialismo!  

Deixe seu comentário

Leia também...

Dois projetos que privatizam a Educação Infantil em Florianópolis

Estão em tramitação na Câmara Municipal de Florianópolis dois projetos de lei que atacam frontalmente …