Início / Luta de Classes / Solidariedade aos operários mineiros espanhóis!

Solidariedade aos operários mineiros espanhóis!

 

Publicamos aqui artigo que relata a heroica luta dos trabalhadores mineiros da Espanha que estão há meses mobilizados em defesa de seus direitos. Fica aqui a solidariedade dos marxistas à sua luta!

O dia de ontem, a Plaza Del Sol em Madri na madrugada do verão espanhol, foi iluminada pelas luzes dos capacetes dos mineiros espanhóis. Cantavam e gritavam palavras de ordem. A população de Madri foi até a praça para se solidarizar com o movimento. Mais que isso, participou ativamente da batalha, ombro a ombro, lado a lado com os mineiros.

Muitos trabalhadores vieram de muito longe. Caminharam 400 km, mas não demonstravam nenhum cansaço, ao contrário, o entusiasmo era contagiante. Centenas deles vieram das Astúrias onde os trabalhadores têm forte tradição de lutas e combatividade.

A luta já está entrando em seu 45º dia e é contra o corte de 60% em subsídios ao carvão, o que certamente vai levar ao fechamento de minas e a demissões em massa.

O mineiro Carlos Marcos, que trabalha há 23 anos na extração de carvão declarou: “ Nós estamos apenas pedindo para cortar 10% em vez de 60%. Se não prestarem atenção em nós, voltaremos — com dinamite”. José Ramon Pelaz, outro trabalhador participante da Marcha Negra, dizia: “Temos que tomar as ruas para lutar, porque está chegando o momento em que não teremos o suficiente para comer”. 

A raiva contra o reacionário premiê Rajoy tomou conta de toda a Plaza del Sol e isso não é por menos, o premiê quer economizar 65 bilhões de euros, aumentar impostos e realizar cortes no orçamento que certamente levarão os serviços públicos ao colapso, se assemelhando à catastrófica situação vivida pelos trabalhadores, jovens e idosos, mulheres e crianças, que sob o tacão imperialista da Troika estão próximos da miséria absoluta na Grécia.

A Marcha Negra (nome em alusão ao carvão que extraem das minas) provou grande solidariedade em toda a população espanhola. O governo se desespera, mas irá até o fim nos planos de austeridade. Temendo que a manifestação e a Marcha Negra irradiasse sua raiva por toda Espanha, lançou violenta repressão contra os trabalhadores e a população concentrada na Plaza Del Sol.

Vários manifestantes foram feridos! Mas os trabalhadores não arredaram pé. Prometendo aprofundar as batalhas nos fizeram lembrar a heroica combatividade dos revolucionários espanhóis que se ergueram contra o capitalismo e o fascismo na década de 30, na Revolução Espanhola.

A batalha revolucionária na Europa será longa. Os trabalhadores, a cada luta, a cada batalha se aproximarão mais e mais de momentos decisivos e necessariamente deverão forjar seu partido revolucionário e abrir caminho para a derrubada da burguesia e erigir o socialismo. Mas para isso devem estabelecer a mais ampla unidade com os trabalhadores e organizações operárias da Europa. A luta é uma só em todos os países. A solidariedade vai se transformando em uma única luta dos trabalhadores.

A luta poderá ser longa, mas a vitória final será da classe operária europeia que construirá um único poder, um único Estado Socialista na velha e combativa Europa.

Nossa solidariedade aos trabalhadores mineiros espanhóis!

O povo trabalhador não deve pagar pela crise!

Abaixo Rajoy e o governo capitalista de Espanha!

Apenas um governo dos trabalhadores pode acabar com o regime capitalista e garantir um futuro para a humanidade!

Deixe seu comentário

Leia também...

Dois projetos que privatizam a Educação Infantil em Florianópolis

Estão em tramitação na Câmara Municipal de Florianópolis dois projetos de lei que atacam frontalmente …