Início / Luta de Classes / Solicitação ao Diretório Municipal e à Comissão Executiva do PT de Mauá

Solicitação ao Diretório Municipal e à Comissão Executiva do PT de Mauá

 

Petistas da cidade de Mauá, na região do grande ABC no estado de São Paulo, reunidos para discutir e fundar um Núcleo do Partido dos Trabalhadores e também se organizar para participarem no PED e em toda a vida do partido, aprovaram uma nota dirigida ao DM e à Executiva Municipal, exigindo que se posicionem sobre os gravíssimos fatos ocorridos no dia 12 de janeiro último quando manifestantes contra a alta da tarifa dos transportes na cidade foram violentamente reprimidos por funcionários da guarda municipal, subordinada ao prefeito, que é filiado ao Partido dos Trabalhadores.

Petistas da cidade de Mauá, na região do grande ABC no estado de São Paulo, reunidos para discutir e fundar um Núcleo do Partido dos Trabalhadores e também se organizar para participarem no PED e em toda a vida do partido, aprovaram uma nota dirigida ao DM e à Executiva Municipal, exigindo que se posicionem sobre os gravíssimos fatos ocorridos no dia 12 de janeiro último quando manifestantes contra a alta da tarifa dos transportes na cidade foram violentamente reprimidos por funcionários da guarda municipal, subordinada ao prefeito, que é filiado ao Partido dos Trabalhadores.

A Esquerda Marxista expressa seu apoio às lutas contra a alta das tarifas e entende que o Prefeito deve revogar imediatamente a majoração, além de tomar medidas concretas para punir os agressores dos trabalhadores que se manifestaram no dia 12 de janeiro.

Solicitação ao Diretório Municipal e a Comissão Executiva do PT-Mauá

16 de fevereiro de 2013

O 3º congresso do PT estabelece que: “A democracia será a referência estratégica para a construção do nosso modelo de socialismo. Uma democracia alicerçada na participação organizada das massas e que seja capaz de articular representação com participação direta.” Alicerçados neste princípio expomos nossa opinião sobre o aumento da tarifa dos ônibus municipais e sobre os protestos contra esse aumento ocorridos em nossa cidade.

No dia 26 de dezembro de 2012 houve o aumento do valor da passagem de ônibus de R$2,90 para R$3,30. Tornando a passagem de ônibus em Mauá uma das mais caras no país. Não entrando no mérito do reajuste ser necessário ou não, é fato que o aumento onerou ainda mais a classe trabalhadora, gerando protestos contra esse aumento e pela melhoria do transporte coletivo na cidade.

Entendemos ser responsabilidade do Partido dos Trabalhadores estar junto com a população nessas justas reivindicações, defender o governo que, com expressiva votação, representa nossos interesses no Executivo Municipal, apresentar propostas para melhorar as políticas públicas de mobilidade urbana e cobrar dos responsáveis explicações sobre a brutal repressão à classe trabalhadora no dia 12 de janeiro.

Repressão que mancha a história do Partido dos Trabalhadores em Mauá. Envergonhando a memória dos militantes, que em novembro de 1982, organizaram manifestações contra o aumento da passagem e que foram reprimidos com violência no governo Dorival Rezende. Não podemos aceitar que um partido que se orgulha de suas lutas sociais nas ruas e combata há 30 anos a má qualidade do serviço prestado à população nos transportes públicos admita atitudes como do dia 12: impedir a livre manifestação popular em praça pública com instrumentos que potencializem a voz do trabalhador, guardas-civis municipais sem identificação e repressão violenta contra manifestantes e aos que estavam fotografando.

Solicitamos providências do Diretório Municipal baseados no artigo 79 do Estatuto do PT:

Art. 79. São as seguintes as atribuições do Diretório Municipal: […]

b) estabelecer a posição do Partido em relação às questões políticas de âmbito municipal e o plano de ação em estrita observância das orientações emanadas das instâncias superiores;[…]

k) convocar o prefeito ou prefeita, os secretários ou secretárias municipais filiados ao Partido, bem como a bancada de vereadores e vereadoras, para obter esclarecimentos sobre suas condutas nos respectivos Poderes.

Portanto, cabe ao Diretório Municipal se posicionar nessas questões políticas de âmbito municipal e estabelecer o plano de ação, conforme o Estatuto do PT. Além de convocar, se necessário, integrantes do governo para prestar esclarecimentos sobre o tratamento dispensado aos manifestantes no dia 12 de janeiro de 2013 e subsidiar a discussão política com informações técnicas.

Os membros do Diretório Municipal e filiados abaixo-assinados, solicitam que estas questões sejam debatidas e uma nota do PT Mauá seja publicada e amplamente divulgada contendo o posicionamento sobre: os protestos contra o aumento das tarifas e métodos utilizados, propostas para melhoria da qualidade do transporte público municipal, o tratamento dispensado aos manifestantes e proposta para utilização da Praça 22 de novembro em manifestações populares.

Deixe seu comentário

Leia também...

Camarada Roger, presente!

É com imensa tristeza que informamos a morte do nosso jovem camarada Roger Eduardo Miranda. …