Início / Luta de Classes / Servidores municipais de Florianópolis entrarão em GREVE a partir de 11 de dezembro

Servidores municipais de Florianópolis entrarão em GREVE a partir de 11 de dezembro

 

Na Assembleia Geral do dia 06 de dezembro a categoria deliberou por entrar em greve por tempo indeterminado a partir de segunda-feira, 11 de dezembro, pelo fato do Prefeito Dário Berger não cumprir o acordo coletivo aprovado em lei, barrando o envio para a Câmara de Vereadores de Florianópolis os dois projetos de lei: transformando o cargo de auxiliar de ensino em professor auxiliar (para viabilizar a aplicação da hora atividade em tempo para todo o magistério a partir de 2013) e o novo plano de cargos carreiras e salários que foi construído em conjunto com o Executivo Municipal.

Na Assembleia Geral do dia 06 de dezembro a categoria deliberou por entrar em greve por tempo indeterminado a partir de segunda-feira, 11 de dezembro, pelo fato do Prefeito Dário Berger não cumprir o acordo coletivo aprovado em lei, barrando o envio para a Câmara de Vereadores de Florianópolis os dois projetos de lei: transformando o cargo de auxiliar de ensino em professor auxiliar (para viabilizar a aplicação da hora atividade em tempo para todo o magistério a partir de 2013) e o novo plano de cargos carreiras e salários que foi construído em conjunto com o Executivo Municipal.

Mesmo com parecer técnico favorável, o Prefeito Dário Berger tomou a decisão política de criar obstáculos para o envio dos projetos.

Por isso, todos os trabalhadores da Prefeitura Municipal de Florianópolis devem aderir ao movimento para que possamos, de maneira organizada e coletiva, pressionar o Prefeito para que cumpra o Acordo Coletivo.

Pelo cumprimento da Hora Atividade em Tempo e aprovação do PCCS do Civil!

AGENDA DE MOBILIZAÇÃO:

10/dez (2ª feira)

8h30 – Roteiro do comando de greve em todos os locais de trabalho

17h – Reunião do Conselho Deliberativo – LOCAL: Auditório da APECELESC, Av. Hercílio Luz, Edifício Alpha Centaury, 11º andar.

11/dez (3ª feira) – Início da greve

9h – Concentração em frente à Catedral para panfletagem de carta aberta á população

13h – Reunião do Comando de Greve no Clube Doze

14h – ASSEMBLEIA GERAL no Clube Doze

Deixe seu comentário

Leia também...

Campinas na luta contra o Escola Sem Partido e a Lei da Mordaça!

A Associação dos Professores da Puc-Campinas (Apropucc) emitiu nota esta semana repudiando o projeto de …