Início / Documentos | Ver Mais / Congressos & Conferências / Saiba como foi o Seminário e o 5º Congresso da Esquerda Marxista

Saiba como foi o Seminário e o 5º Congresso da Esquerda Marxista

Terminou neste domingo (24/4) o 5º Congresso da Esquerda Marxista, seção brasileira da Corrente Marxista Internacional, que aconteceu em Barra do Sul, Santa Catarina. O evento começou na noite de 22 de abril e foi precedido por um seminário. Militantes e apoiadores participaram, ajudando a formular a política que norteará a ação da organização no próximo período.

Terminou neste domingo (24/4) o 5º Congresso da Esquerda Marxista, seção brasileira da Corrente Marxista Internacional, que aconteceu em Barra do Sul, Santa Catarina. O evento começou na noite de 22 de abril e foi precedido por um seminário. Militantes e apoiadores participaram, ajudando a formular a política que norteará a ação da organização no próximo período.

O último dia foi dedicado para discutir emendas às resoluções que tratam da orientação política da EM, trabalho na juventude, finanças e formação. Durante todos os dias, participaram militantes delegados e convidados nacionais e internacionais.

Leia online a Resolução Política do 5º Congresso da Esquerda Marxista.

Entre os temas discutidos no seminário, estiveram a luta contra o oportunismo, a construção de um partido de classe no Brasil e o trabalho na juventude. O congresso debateu a situação política nacional e as perspectivas internacionais da luta de classes, bem como elegeu o novo comitê central da EM.

O 5º Congresso da EM também defendeu a liberdade dos militantes sindicais Abdul Hakam e Agus Budiono. Eles foram condenados à prisão por três meses, enquadrados na “lei do ato desagradável” (espécie de “incitação ao crime”) por organizar uma mobilização de trabalhadores. Seu único “crime”, na verdade, foi estar ao lado dos trabalhadores.

Deixe seu comentário

Leia também...

Livraria Marxista exibe “O Jovem Marx”, humano e coerente com o método dialético

Dispostos no chão e em cadeiras no auditório da Livraria Marxista, cerca de 30 pessoas …