Início / Sem Categoria / Realizada em Bauru reunião pública pela Reforma Agrária

Realizada em Bauru reunião pública pela Reforma Agrária

MST marcha pela Av. Rodrigues Alves em Bauru

Na tarde do dia 26 de agosto a Câmara Municipal de Bauru foi palco de um importante ato público do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), evento que integrou a Jornada Nacional pela Reforma Agrária.


As lideranças nacionais e estaduais do MST solicitaram ao vereador a reserva do plenário da Câmara para realizarem a Reunião Pública que se iniciou às 14h. Estavam presentes o vice-presidente do INCRA, os Deputados Simão Pedro (PT) e Ivan Valente (PSOL), representantes da Central Única dos Trabalhadores, Comissão Pastoral da Terra, Partidos Políticos, a secretária do Bem-Estar Social de Bauru, Darlene Tendolo e apoiadores da luta pela reforma agrária.

A audiência contou com a apresentação do histórico da grilagem de terras públicas na região de Bauru pelas grandes empresas do agronegócio.


Cerca de 500 trabalhadores do MST que estavam participando da ocupação das terras invadidas pela Cutrale vieram em marcha pelas avenidas de Bauru desde a Rodovia Marechal Rondon até a Câmara Municipal de Bauru.

Concentração e Ato em frente à Câmara Municipal

A marcha seguiu sem incidentes, assim como o ato em frente à Câmara Municipal, que ocorreu após a Reunião Pública. Concomitante à este ato público, as lideranças Nacionais do MST estavam reunidas em Brasília reunidos com representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário e no INCRA onde obtiveram a garantia da destinação de 400milhoes de reais para a Reforma Agrária além da agilização dos atuais processos de desapropriação e assentamentos.


Em sua fala, nas escadarias da Câmara Municipal, diante dos trabalhadores que ocupavam a Praça Dom Pedro II, Roque discursou sobre a importância da Reforma Agrária a da resistência do Agronegócio em executá-la. Falou ainda aos trabalhadores que enquanto vivermos sob o jugo do Capitalismo, as necessidades dos trabalhadores jamais serão atendidas, precisamos, portanto, construir uma nova sociedade, uma sociedade onde os meio de produção como as fábricas e as terras produzam para o bem comum da humanidade, e isto só é possível numa sociedade Socialista.


Vereador Roque defende a reforma agrária já e o socialismo

Deixe seu comentário

Leia também...

Espanha: greve de mineiros se enfrenta com a repressão policial

Há mais de 15 dias os mineiros da região das Astúrias na Espanha, estão em …