Início / Artigos / Paquistão: Camarada Manzoor Ahmed libertado!

Paquistão: Camarada Manzoor Ahmed libertado!

Fora da prisão Manzoor foi recebido por centenas de companheiros que comemoravam sua liberdade com entusiasmo.

Por volta das duas horas da tarde, horário local, do dia 19, o camarada Manzoor Ahmed foi libertado da penitenciária Central de Gujranwala onde estava detido desde a última sexta-feira por ter organizado um protesto contra a Lei Marcial. Manzoor havia feito uma seqüência de manifestações junto com seus companheiros até serem detidos, lutavam contra o estado de exceção instalado no Paquistão desde o dia 03 de novembro e exigiam da líder do PPP, Benazir Butto, a conflagração de uma greve geral para derrubar a ditadura de Musharraf.

Fora da prisão Manzoor foi recebido por centenas de companheiros que comemoravam sua liberdade com entusiasmo.

No mesmo dia o camarada Manzoor voltou para sua casa no estado de Kasur em uma caravana revolucionária composta por centenas de companheiros que ininterruptamente lançavam palavras de ordem. Ao longo do caminho por todas as cidades e povoados que passou, a caravana foi recebida por uma multidão de trabalhadores e camponeses que aplaudiam e demonstravam seu apoio aos marxistas revolucionários.

Numa breve declaração pelo telefone na mesma tarde Manzoor expressou seu mais sincero agradecimento aos camaradas da Corrente Marxista Internacional e a todos seus amigos e camaradas do movimento operário internacional pelo sucesso do trabalho em acelerar sua liberdade. Isto prova mais uma vez o poder da solidariedade internacional da classe trabalhadora, um poder que é mais forte do que qualquer ditadura em qualquer parte do mundo.

Em nome de nossos camaradas enviamos nossa mais afetuosa congratulação ao camarada Manzoor e a todos os camaradas de ‘The Struggle’ e da Campanha de Defesa dos Sindicatos Paquistaneses.

Deixe seu comentário

Leia também...

Por que a juventude precisa defender a revolução venezuelana?

Há um grande esforço da mídia em distorcer os acontecimentos na Venezuela, que é um …

Deixe uma resposta